PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Com Sylvinho, Gil volta a ter sequência como titular do Corinthians

Gil, zagueiro do Corinthians, em atividade no CT Dr. Joaquim Grava - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Gil, zagueiro do Corinthians, em atividade no CT Dr. Joaquim Grava Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

14/06/2021 10h11

Classificação e Jogos

Titular nos cinco primeiros jogos de Sylvinho pelo Corinthians, o zagueiro Gil ganhou sobrevida no clube desde a chegada do técnico.

O defensor de 34 anos vinha perdendo espaço para atletas mais jovens do elenco, como João Victor e Raul Gustavo. Dos últimos seis jogos do ex-treinador Vagner Mancini, demitido há cerca de um mês, Gil foi titular em apenas dois, sendo que um deles foi a vitória por 2 a 1 sobre o Novorizontino, na Neo Química Arena, pela última rodada da primeira fase do Paulistão, onde o Timão atuou como toda a equipe reserva, pois já estava classificado à fase seguinte.

Tendo nova sequência com a camisa corintiana, o camisa 4 já jogou dos dois lados da zaga nos cinco compromissos mais recentes. Destro, o jogador atuou pela direita nas derrotas para o Atlético-GO, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro e jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, ao lado do canhoto Raul Gustavo, porém, na partida seguinte, contra o América-MG, em Belo Horizonte, pela segunda rodada do Brasileirão, Raul ficou fora, por questões particulares, e João Victor entrou para atuar pelo lado direito, cabendo a Gil fechar a zona canhota da defesa. João seguiu no time nas partidas seguintes, contra Coelho e Palmeiras.

Sob o comando de Sylvinho, Gil registra os seguintes números: 16 cortes, 4 desarmes, 2 interceptações, 2 dribles sofridos, 5 faltas cometidas, 5 duelos no chão ganhos (aproveitamento de 45%) e 14 duelos aéreos ganhos (aproveitamento de 60%), de acordo com o SofaScore.

Ídolo da torcida, Gil está em sua segunda passagem pelo Timão. Na primeira, entre 2013 e 2015, o atleta conquistou o Paulista de 2013 e Brasileiro de 2015. De volta desde o segundo semestre de 2019, o defensor busca o seu primeiro título desde o seu retorno.

Essa é a segunda vez que o zagueiro e o atual técnico trabalham juntos. Entre 2013 e 2014, o camisa 4 fazia parte do elenco corintiano quando Sylvinho formava a comissão técnica permanente do clube.

Corinthians