PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo 'dribla' desfalques e alcança feito da 'Era Jorge Jesus'

11/06/2021 07h00

Classificação e Jogos

Além da vitória de 1 a 0 sobre o Coritiba e da vantagem na terceira fase da Copa do Brasil, o Flamengo volta para o Rio de Janeiro com uma outra boa notícia na bagagem. Com o resultado no Couto Pereira, a equipe chegou ao terceiro jogo consecutivo sem ser vazado, sequência que não ocorria desde a época de Jorge Jesus no comando rubro-negro.

Antes do confronto com o Coritiba, a defesa do Flamengo já havia passado zerada contra o Vélez Sarsfield na Copa Libertadores (0 a 0) e contra o Palmeiras na estreia do Brasileirão (1 a 0).

A última vez que o Flamengo havia passado três jogos sem sofrer gols foi em outubro de 2019, ainda sob o comando de Jorge Jesus e antes das conquistas da Libertadores e do Brasileirão. Na ocasião, a equipe também conseguiu três vitórias seguidas: Fluminense (2 a 0), Grêmio (5 a 0) e CSA (1 a 0).

Mais do que quebrar essa escrita de um ano e sete meses, a nova sequência de 270 minutos sem ser vazado indica uma evolução no sistema defensivo rubro-negro, que vinha sendo o principal problema do time na temporada. O momento atual da defesa também aumenta a confiança dos atletas e diminui a pressão sobre o trabalho de Rogério Ceni.

É preciso, claro, levar em consideração a fragilidade e o baixo grau de ameaça oferecido pelo Coritiba, nesta quinta-feira, mas o fato de passar mais um jogo sem buscar a bola no fundo das redes deve ser valorizado. Ainda mais por uma equipe que tinha dificuldades de sair zerado até mesmo contra clubes de menor porte no Campeonato Carioca.

Um dos segredos para a 'virada de chave' do setor defensivo do Flamengo pode ter sido a volta de Diego Alves. Com uma fibrose na coxa, o goleiro ficou de fora de cinco partidas no último mês e viu a equipe sofrer gols em todas elas. O retorno dele aos gramados, na partida contra o Vélez, coincide com o início da sequência de três jogos sem ser vazado.

Na partida contra o Coritiba, a linha de defesa do Flamengo ainda contou com dois desfalques. À disposição da seleção chilena até o fim da Copa América, Isla foi substituído por Matheuzinho - que cedeu lugar a Rodinei após o intervalo. Já Rodrigo Caio, com dores no joelho, iniciou tratamento no Rio de Janeiro e teve sua vaga ocupada por Gustavo Henrique.

Em busca de manter o bom momento defensivo, o Flamengo se reapresenta nesta sexta-feira no Ninho do Urubu e inicia a preparação para o duelo contra o América-MG, no domingo. A partida é válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro e será disputada às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Flamengo