PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Raio-X: Flamengo de Ceni balançou as redes em 32 jogos, mas foi vazado em 77% das 35 partidas disputadas

17/05/2021 07h00


Além de escancarar a fragilidade nas bolas aéreas defensivas, o empate por 1 a 1 contra o Fluminense, no último sábado, foi um resumo do Flamengo na 'era Rogério Ceni': um time que tem facilidade em criar chances de gol, balança as redes naturalmente, mas apresenta dificuldade em terminar uma partida sem ser vazado. E os números provam essa tese.

+ Qual o seu favorito? Confira a evolução do uniforme 2 do Flamengo no século

Comecemos pelo setor ofensivo, grande força da equipe. No total, desde a chegada de Ceni, o Flamengo marcou 73 gols em 35 partidas - uma média de 2,08 por jogo. Na temporada atual, são 35 gols em 13 duelos (2,69 por jogo).

Os números poderiam ser ainda melhores se não fosse a má pontaria dos atletas rubro-negros em diversos jogos. Diante do Fluminense, inclusive, o Flamengo poderia ter aberto um placar confortável, mas não conseguiu converter as oportunidades em gol. Mesmo assim, o alto número de situações criadas dificulta a missão das defesas adversárias em não serem vazadas.

Das 35 partidas sob o comando do treinador, o Flamengo passou em branco em apenas três: a derrota de 3 a 0 para o São Paulo (Copa do Brasil), o empate em 0 a 0 com o Fortaleza e a derrota de 2 a 0 para o Ceará (Brasileirão-2020). Desde o revés para o clube cearense, em janeiro deste ano, o Flamengo mantém uma incrível série de 23 jogos marcando pelo menos um gol.

+ Veja mais notícias do Flamengo

Apesar desse poderio ofensivo, Rogério Ceni ainda enfrenta críticas de parte da torcida, principalmente devido à falta de equilíbrio entre os setores da equipe.

Gabi é o artilheiro da "era Ceni", com 24 gols (Alexandre Vidal/CRF)

FRAGILIDADE DEFENSIVA

Enquanto os números ofensivos do Flamengo na 'era Ceni' são animadores, o mesmo não pode se dizer dos defensivos. Nas 35 partidas sob o comando do treinador, a equipe sofreu 44 gols sofridos - uma média de 1,26 por jogo. Para piorar, o Flamengo terminou apenas oito partidas sem ser vazado, ou seja, nos outros 27 duelos (77%), o time sofreu pelo menos um gol.

Na temporada atual, os números são ainda mais preocupantes. Nas 13 partidas da equipe principal, o Rubro-Negro levou gol em 11 (85%). O time não foi vazado apenas contra Bangu e Volta Redonda, pelo Carioca. O gol de Abel Hernández no clássico do último sábado foi o 18º sofrido pelo Flamengo na temporada, o que representa uma média de 1,38 por jogo.

Jogos do Flamengo na 'era Ceni' sem ser vazado:

05/12/20 - Botafogo 0 x 1 Flamengo (Brasileirão)
26/12/20 - Fortaleza 0 x 0 Flamengo (Brasileirão)
18/01/21 - Goiás 0 x 3 Flamengo (Brasileirão)
21/01/21 - Flamengo 2 x 0 Palmeiras (Brasileirão)
01/02/21 - Sport 0 x 3 Flamengo (Brasileirão)
04/02/21 - Flamengo 2 x 0 Vasco (Brasileirão)
31/03/21- Flamengo 3 x 0 Bangu (Carioca)
01/05/21 - Volta Redonda 0 x 3 Flamengo (Carioca)

+ Cobertor curto? Flamengo tem melhor ataque e pior defesa entre os líderes de grupo da Liberta

Fla sofreu gol de Abel Hernández no sábado (Foto: Mailson Santana/FFC)

COMPARAÇÃO ENTRE TREINADORES

Rogério Ceni - 35 partidas:
73 gols marcados (2,08 por jogo)
44 gols sofridos (1,26 por jogo)

Domènec Torrent - 23 partidas:
38 gols marcados (1,65 por jogo)
36 gols sofridos (1,56 por jogo)

Jorge Jesus - 57 partidas:
129 gols marcados (2,26 por jogo)
47 gols sofridos (0,82 por jogo)

+ Confira a tabela completa da Libertadores 2021

A partida de volta entre Flamengo e Fluminense será próximo sábado, às 21h05 (de Brasília), no Maracanã. Em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis. Antes, o Rubro-Negro tem um compromisso pela quinta rodada da Libertadores, quarta-feira, às 21h, contra a LDU, também no Maracanã. Ambos os jogos terão transmissão em Tempo Real do LANCE!.

Futebol