PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bombas, gás de pimenta e violência marcam jogo entre América de Cali e Atlético-MG na Libertadores

13/05/2021 23h29


O jogo entre América de Cali e Atlético-MG, disputado nesta quinta-feira, 13 de maio, não teve uma jornada simples devido aos fortes protestos populares na Colômbia que aconteciam do lado de fora do estádio Romelio Martinez, em Barranquilla.

Os protestos intensos da população colombiana, que contesta as ações do governo, geraram novos confrontos entre populares e a polícia, com muitos rojões sendo soltos Dentro do estádio, podia se ouvir os foguetes e bombas, criando tensão durante a partida, com nuvens de gás de pimenta sendo sentidas pelos jogadores em campo, afetando olhos e boca dos atletas, que tentavam amenizar os efeitos com água.

As condições de jogo eram questionáveis antes do duelo. E, ficou ainda mais claro que não havia ambiente para uma partida de futebol com segurança. Os jogadores dos dois times pararam o jogo aos 40 minutos do primeiro tempo e foram para os vestiários e voltaram nove minutos depois.

Os protestos contra o governo colombiano vem acontecendo em várias partes do país, com muitos confrontos entre a população e a polícia-(Reprodução/Twitter)

Futebol