PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com show de Gabigol, Flamengo bate o Volta Redonda, faz 7 a 1 no agregado e vai à final do Carioca

08/05/2021 22h57


Mesmo com reservas, o Flamengo não tomou conhecimento do Volta Redonda, novamente, e fincou a sua vaga na final do Campeonato Carioca. Neste sábado, pelo jogo da volta das semi, o Rubro-Negro atropelou desde os minutos iniciais e goleou por 4 a 1, cujo comando do show foi feito pelo "fominha" Gabigol, único titular e autor de dois gols e um assistência. Michael, Vitinho e João Carlos completaram o marcador - o agregado ficou em sonoro 7 a 1.

+ TABELA: veja os jogos que restam no Carioca

O adversário do Flamengo será definido na tarde deste domingo, quando Fluminense (com vantagem de dois resultados iguais) e Portuguesa voltam a se encontrar. Na ida, houve empate em 1 a 1.

ESQUECE! HOJE TEM SHOW DO GABIGOL

A fome de Gabigol o fez ser o único titular absoluto disponível no jogo desta noite. E o goleador entrou em campo com o cabelo pintado, o que, como segundo o próprio brinca, é um trunfo: "Quando eu estou loiro, esquece!".

E era para o Voltaço esquecer mesmo. Passou a viver um pesadelo com o show de Gabigol, que iniciou o seu espetáculo com uma refinada assistência para Michael abrir o placar. Depois, marcou dois gols, ambos de dentro da área: um sendo frio e calculista à frente de Andrey e o outro arrastando a bola e contando com uma falha do goleiro para ir à rede.

Gabi serviu Michael (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

RODÍZIO FUNCIONOU

Ciente do milagre que o Volta Redonda teria que operar, Rogério optou por um time reserva em campo - além de Gabi no ataque. O rodízio voltou a surtir efeito, já que a equipe ostentou impetuosidade para pressionar, criar espaços e atordoar os visitantes. Nas duas primeiras chances, aos 12 e 21 minutos, marcou duas vezes - Pedro deu a assistência para o primeiro gol do Gabriel.

Pedro, aliás, se movimentou bem e chegou a pôr uma bola na trave, depois de uma trama belíssima entre Vitinho, com uma tacada de bilhar milimétrica, e cruzamento do Matheuzinho, um dos que mais aproveitaram a chance.

Vitinho marcou o quarto gol (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

AMPLO DOMÍNIO DO FLA E COCHILO NO FIM

O segundo tempo foi ainda mais fácil para o Flamengo. É a melhor definição. O Rubro-Negro jogou como quis, sozinho, com um Volta Redonda acuado, nervoso e totalmente aturdido em campo - nem mesmo o insinuante Alef Manga conseguiu se criar. Assim Vitinho aproveitou o bom lançamento de Ramon (que, assim como Gabriel Batista, atuou com Ceni pela primeira vez). Limpou o defensor e voltou a ratificar a sua ótima fase.

Aliás, com a exceção do jovem Max, que não aproveitou a oportunidade de iniciar entre os 11, todo o time do Fla esteve em boa exibição técnica. O placar só não virou uma goleada histórica por ausência de mais capricho no ritmo de "pelada" do meio para o final do segundo tempo. No último lance, João Carlos, de pênalti e um raro cochilo do Fla, fez o de honra no confronto para o Voltaço.

SEQUÊNCIA DE RESPEITO

O Flamengo passa a ter uma sequência de seis triunfos consecutivos na temporada. Tal sequência não era alcançada desde a Era Jorge Jesus (março de 2020). Agora, garantido na decisão do Carioca, volta os holofotes para a Libertadores, quando, nesta terça-feira, às 21h30, recebe o Unión La Calera, pela quarta rodada do Grupo G. Uma vitória garante a vaga nas oitavas.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X VOLTA REDONDA - SEMIFINAL DO CARIOCA

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 8 de maio de 2021, às 21h05
Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo
Assistentes: Diogo Carvalho Silva e Carlos Henrique Alves de Lima Filho
Árbitro de vídeo: Pathrice Wallace Correira Maia
Gramado: bom
Cartões amarelos: Léo Pereira, Michael, Matheuzinho e Gomes (FLA) / Bruno Barra, Alef Manga, Wallisson e Davison (VOL)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Michael, 12'/1ºT (1-0); Gabigol, 21'/1ºT (2-0), 43'/1ºT (3-0); Vitinho, 4'/2ºT (4-0); João Carlos, 45'/2ºT (4-1).

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)
Gabriel Batista; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Ramon; Hugo Moura (Lucas André, 32'/2ºT), Max (Gomes, 21'/2ºT), Vitinho (Rodrigo Muniz, 32'/2ºT) e Michael (Gabriel Barros, 32'/2ºT); Pedro e Gabigol (27'/2ºT).

VOLTA REDONDA (Técnico: Neto Colucci)
Andrey; Oliveira, Gabriel Pereira (Davison, 10'/2ºT), Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra (Wallisson, 10'/2ºT), Emerson Júnior (Hiroshi, 10'/2ºT) e Luciano Naninho (Marcos Bebê, 44'/2ºT); Alef Manga, MV (Caio Vitor, 10'/2ºT) e João Carlos.

Futebol