PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Mancini comenta protestos e garante respaldo do Corinthians: 'Há muita confiança'

Vagner Mancini à beira do gramado da Vila Belmiro, em partida do Corinthians contra o Santos, pelo Paulistão - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Vagner Mancini à beira do gramado da Vila Belmiro, em partida do Corinthians contra o Santos, pelo Paulistão Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

26/04/2021 16h44

Nas últimas semanas, Vagner Mancini tem sido alvo de críticas da Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do clube, que tem pedido a saída do treinador. Após a vitória por 2 a 0 sobre o Santos, no último domingo, 25, na Vila Belmiro, o comandante comentou os protestos dos torcedores e disse entender as reclamações, mas garante que tem recebido respaldo da diretoria alvinegra.

> Veja classificação do Paulistão-2021

Em entrevista coletiva após o clássico pelo Paulistão, Mancini falou pela primeira vez após a torcida estender faixas no CT Joaquim Grava, no último sábado, pedindo sua demissão. O técnico pensa que é natural do torcedor, que quer sempre ganhar, assim como ele. Além disso, está acostumado com isso.

"Respeitamos a opinião de todos, sabemos o quanto o torcedor quer ganhar, e ele está certo, porque eu também sou um torcedor, porque eu treino, escalo, oriento, mas também quero ganhar. Todos vivem esse sentimento aqui. É importante quando ganha, porque isso gera mais confiança, e a gente vive de confiança. Não só no futebol, mas em qualquer parte da vida. Todos nós nos encontramos todos os dias e conversamos olho no olho. Não é surpresa, mas tenho que dizer que estou acostumado a isso. A gente fecha os olhos para algumas coisas, mas sempre buscamos o melhor", declarou o treinador.

Mesmo com os pedidos da torcida, Vagner Mancini sente que tem respaldo da diretoria corintiana e revela conversas diárias com a cúpula do futebol. Por essas e outras, ele acredita que há confiança no trabalho que tem sido feito.

"Nós temos um dia a dia tão saudável, porque todos os dias estamos juntos, não só atletas, os funcionários do CT, o pessoal do DM, mas a diretoria também. Eu encontro com o Duílio, o Alessandro, o Roberto, todos os dias. E há uma confiança muito grande de todos em cima do que vem sendo feito. É natural para o treinador, e eu vivo isso há 16 anos, é natural que todos técnicos passem por isso, não pode achar novidade, nem o fim do mundo", concluiu.

Segundo apurou o LANCE!, não há movimentos na diretoria para a demissão de Mancini neste momento. Há o entendimento de que é um período de reformulação e o processo está em andamento com o treinador. Confiança segue, pelo menos por enquanto. Na próxima quinta-feira, 29, o Corinthians enfrenta o Peñarol-URU, pela fase de grupos da Copa Sul-Americana, às 19h15, na Neo Química Arena. O jogo é encarado como decisivo na competição.

Corinthians