PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

'Não sou o Jô de 2017, mas posso dar o meu melhor', diz Jô

Jô marcou pelo Corinthians e fechou o placar contra o Ituano, pelo Paulistão - Rodrigo Coca / Agência Corinthians
Jô marcou pelo Corinthians e fechou o placar contra o Ituano, pelo Paulistão Imagem: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

20/04/2021 17h46

Um dos principais jogadores do elenco atual do Corinthians, Jô não está em sua melhor fase no clube e isso tem gerado críticas por parte da torcida, que cobra o jogador por melhores apresentações. Ciente dessa insatisfação, o centroavante comentou as críticas e disse entender todas, porém ponderou que aquele Jô de 2017 não existe mais, mas tem dado o seu melhor.

> Veja classificação do Paulistão 2021

Em entrevista para a ESPN, na última segunda-feira, Jô foi questionado em relação ao que o torcedor corintiano vem falando de sua forma física. Para ele isso não é um problema atualmente, mas avisa que não é o mesmo de cinco anos atrás e que se adapta ao jogo dentro daquilo que seu corpo permite.

"Não me incomodam as críticas e as comparações, até porque elas são normais no futebol, você ser um jogador de quatro anos atrás, acho que nenhum jogador consegue, eu não sou o Jô que muitos falavam em 2017, mas sou o Jô de 2021 que posso dar o meu melhor para a minha equipe, a idade chega para todo mundo, a minha forma física está muito boa, mas como eu falei, eu não sou o jogador de 4, 5 anos atrás, sou o Jô, que posso dar o meu melhor, fazer coisas diferentes, dentro do que meu corpo hoje permite", disse.

Tranquilo quanto ao que pode dar atualmente e com noção de que a torcida alvinegra o cobra por uma suposta falta de mobilidade, Jô diz contar também com o respaldo da diretoria, dos companheiros e da comissão técnica. Segundo ele, toda essa cobrança fica apenas fora de campo e não entra no gramado.

"Lógico que eu aceito as críticas que "perdeu mobilidade", "velocidade", tudo natural, mas sempre vou fazer o meu melhor dentro daquilo que eu consigo hoje, com 34 anos, eu tenho certeza que consigo fazer muitas coisas boas, então é isso que eu coloco na minha cabeça, eu tenho respaldo da diretoria, dos jogadores e do treinador, então me sinto muito tranquilo, muito feliz sobre isso, mas eu não sou igual ontem, por exemplo, sempre tem algo a aprender conforme passam os dias, então isso é natural, deixo para fora do campo e dentro de campo vou tentar sempre fazer o meu melhor", concluiu.

Jô marcou o segundo gol da vitória por 2 a 0 do Timão sobre o Ituano, no último domingo, pelo Paulistão. Na próxima quinta-feira, diante do River Plate-PAR, fora de casa, na estreia pela fase de grupos da Copa Sul-Americana, o centroavante deve ser titular do ataque na equipe de Vagner Mancini.

Corinthians