PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jornais europeus chamam Superliga de "vergonha" e reprovam iniciativa

Imprensa europeia recebeu mal a ideia da Superliga - Reprodução
Imprensa europeia recebeu mal a ideia da Superliga Imagem: Reprodução

19/04/2021 08h30

O anúncio da criação da Superliga no último domingo pegou muita gente de surpresa e agitou o futebol europeu. A competição, fundada por 12 clubes ricos, gerou diversas críticas de torcedores, ex-jogadores e uma nota ameaçadora da Uefa contra o torneio. A repercussão na imprensa também não foi favorável ao novo torneio.

Na Inglaterra, o "Daily Mail", um dos principais tablóides do Reino Unido, tratou o surgimento da Superliga como uma espécie de guerra no futebol. A adesão de Arsenal, Chelsea, Liverpool , Manchester City, Manchester United e Tottenham foi tratada como uma vergonha e com o pedido que as equipes recuem. No site da publicação, os proprietários das equipes foram chamados de "sexteto sem vergonha".

Na Itália, o diário "La Gazzetta dello Sport", afirma ser contra a criação da Superliga ao dizer "não" para o campeonato de forma destacada em sua capa. Juventus , Milan e Inter de Milão estão entre os fundadores do torneio e diz que o projeto é como uma tempestade no mundo do futebol.

O "L'Équipe", da França, também destaca que há uma guerra no futebol, como a imprensa inglesa. A capa coloca dirigentes do Real Madrid e Juventus de um lado, enquanto do Paris Saint-Germain e Bayern de Munique do outro. Os clubes alemães e franceses, em um primeiro momento, se mantém fiéis à Uefa.

Na Espanha, apesar de Barcelona, Real e Atlético de Madrid estarem envolvidas na criação da Superliga, o tema não recebeu grande destaque em nenhuma capa, já que o título do Barça na Copa do Rei, bem como os resultados da rodada do campeonato nacional acabaram sendo as manchetes.

Esporte