PUBLICIDADE
Topo

Futebol

No palco onde estreou pelo Santos, Gabigol encara a sua maior vítima atrás de mais um título no Flamengo

11/04/2021 08h05


O artilheiro Gabriel Barbosa conhece bem o palco e o adversário do Flamengo, que enfrenta o Palmeiras neste domingo, às 11h, pela Supercopa do Brasil. O Estádio Mané Garrincha foi o palco de sua estreia profissional pelo Santos, em 2013, e o rival paulista é a sua maior vitíma na carreira, com 10 gols marcados. Em busca de mais um título pelo Rubro-Negro, o camisa 9 quer manter o bom retrospecto. A decisão em Brasília terá transmissão em tempo real do LANCE!.

Dos 10 gols marcados diante do Palmeiras, seis foram pelo Santos em 16 jogos disputados com a camisa do Peixe. Já pelo Flamengo, clube que defende desde 2019, são quatros gols em três partidas. Assim, uma atuação decisiva do atacante contra o rival pode garantir o seu oitavo título vestindo o Manto.

Recentemente, o Palmeiras perdeu o posto de maior vítima de Gabigol levando em consideração somente a passagem pelo Flamengo. Hoje, Madureira e Grêmio dividem a posição, cada um com cinco gols sofridos. Ao lado do meia Arrascaeta, o atacante brilhou em duelos recentes com o rival de São Paulo.

Gabigol vai para a final com novo corte (Foto: Alexandre Vidal / CRF)

ARTILHEIRO TEM HISTÓRIA NO MANÉ GARRINCHA

A história de Gabriel Barbosa no Estádio Mané Garrincha começou em maio de 2013, quando fez sua primeira partida como profissional do Santos. O duelo, válido pelo Campeonato Brasileiro, foi coincidentemente contra o Flamengo. O empate sem gols ainda entrou para a história por ter sido a última partida de Neymar pelo Peixe - o craque estava de saída para o Barcelona, da Espanha.

Pelo Flamengo, o camisa 9 já disputou cinco partidas no estádio: fez cinco gols, deu duas assistências e levantou a taça da primeira edição da Supercopa do Brasil, em fevereiro de 2020, quando o Rubro-Negro bateu o Athletico por 3 a 0.

Ao lado do Raulino de Oliveira, o Mané Garrincha é o palco favorito de Gabriel Barbosa com a camisa do Flamengo, ficando atrás, obviamente, do Maracanã, casa rubro-negra, onde o artilheiro já colocou 42 bolas nas redes adversárias.

Futebol