PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo volta aos gramados com goleada por 5 a 1, em grande atuação

10/04/2021 22h09


O São Paulo voltou aos gramados neste sábado (10), após quase um mês de paralisação do Campeonato Paulista. A volta foi uma atuação de gala da equipe contra o São Caetano, no Morumbi, vencendo o jogo por 5 a 1.


São Paulo com 10 pontos! Veja a tabela atualizada do Campeonato Paulista!

Com esse placar, fruto de um jogo que mostrou que o mês de treinamentos que Hernán Crespo teve à sua disposição fez efeito, o São Paulo se coloca ainda mais na liderança da lista de times com mais gols na competição, com 15 gols marcados.

O destaque do jogo foi Reinaldo, que participou de três gols, com duas assistências e um gol marcado. O segundo tempo, porém, ficou marcado pela estreia de dois reforços do Tricolor: Benítez e Eder, que fez seu primeiro gol com a camisa do São Paulo.

Começo forte do Tricolor

O primeiro tempo começou logo com o São Paulo amassando o São Caetano em seu campo de defesa, padrão que se repetiria ao longo da partida. Já aos quatro minutos, na sobra de um escanteio, Reinaldo chuta para o gol, mas acaba dando uma assistência para o zagueiro Arboleda finalizar de calcanhar, com muita elegância, e abrir o placar.

O lado esquerdo foi a chave do ataque

Na sequência do jogo, o Tricolor seguiu pressionando, criando chances e levando perigo. O lado esquerdo do São Paulo foi o ponto de origem das principais jogadas do time e por onde a equipe teve maior volume de jogo.

Reinaldo, o homem do primeiro tempo, funcionou muito bem na criação das jogadas, contando com a aproximação do atacante Pablo ou, por vezes, do zagueiro Léo, sem contar a presença de Rodrigo Nestor na articulação.

Tricolor amplia com belo gol


Em uma dessas aproximações de Pablo, o atacante fez bela tabela com Reinaldo, que enfiou a bola para o volante Rodrigo Nestor aproveitar o espaço criado pelo camisa 9 ao sair da área e empurrar pro fundo do gol, aos 20 minutos de jogo.

O volante, que teve seu contrato renovado um dia antes do jogo, foi muito bem no lance e, seguindo o esquema de Hernán Crespo, mostrou muita dinâmica, participando bem do ataque em diversos momentos

Reinaldo faz o terceiro

Dez minutos depois, foi a vez de Reinaldo marcar o seu. Após o zagueiro Léo roubar a bola na intermediária, ele deu um passe para que Reinaldo, do lado esquerdo da área, enchesse o pé e acertasse um chute cruzado indefensável, pegando na trave antes de entrar no gol de Luiz.

São Caetano desconta, Volpi falha

O São Paulo continuou com o controle das ações, mas, após cobrança de falta do São Caetano, Guilherme Castro chutou forte de longe e abriu o placar com uma leve falha de Volpi, que poderia ter defendido o chute, mas acabou espalmando para dentro de seu próprio gol.

Assim, o fim do primeiro tempo foi mais morno, o São Caetano se fechou muito e, embora o Tricolor seguisse apertando e criando muito, conseguiu segurar as investidas dos donos da casa. Quando tinha a bola, tentava atacar com velocidade e verticalidade, buscando explorar as costas da defesa, o que não deu certo.

Daniel Alves faz de falta

Bem no fim da primeira etapa, aos 43 minutos, Daniel Alves fez o quarto do Tricolor, em uma bela cobrança de falta. O chute foi fraco, mas muito bem colocado, entrando no canto do gol defendido por Luiz, que chegou a desviar a bola, e fechando o placar do primeiro tempo.

Segundo tempo morno com poucas chances

O começo do segundo tempo seguiu sendo dominado pelo São Paulo, que continuou com a posse da bola, propondo o jogo e buscando ampliar o placar, porém com mais tranquilidade, devido ao placar largo.

Dessa forma, o time pouco criou e a partida ficou morna. O Tricolor entrou no segundo tempo 'tirando o pé do acelerador', o que pode ser explicado pela grande sequência de jogos que aguarda a equipe e o placar praticamente consolidado.

Estreias no Tricolor

O jogo seguiu morno, com o Tricolor controlando a partida e segurando o resultado. Os lances de perigo do jogo foram de Igor Gomes, que finalizou mal em duas oportunidades. A segunda etapa ficou marcada, de fato, pela entrada de dois reforços do São Paulo: Eder e Benítez.

O atacante brasileiro, naturalizado italiano, entrou aos 16 minutos do segundo tempo, no lugar de Joao Rojas, camisa 7. O meia argentino, por sua vez, entrou junto de Welington, aos 28 minutos da segunda etapa, no lugar de Igor Gomes, que não fez boa partida.

Gol de Eder na estreia

O camisa 23 do Tricolor já fez seu primeiro gol pelo novo clube. Aos 30 minutos da etapa complementar, o atacante entrou na área, buscou a tabela com Benítez, mas a bola foi cortada por Charles, sobrando para Eder driblar o zagueiro e bater pro fundo do gol.

Em um segundo tempo onde o Tricolor buscou apenas segurar o resultado, os estreantes foram muito importantes, pois, na tentativa de deixar uma bela primeira impressão, acrescentaram dinâmica ao jogo, criando oportunidades mais perigosas, justamente o que estava faltando na partida.

Assim, o jogo terminou em 5 a 1 e o Tricolor voltou aos gramados com uma vitória convincente, com um primeiro tempo avassalador e um segundo tempo 'administrador'. O time parece mostrar muito bem os efeitos do trabalho de Hernán Crespo.


FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 5 X 1 SÃO CAETANO


Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data/Horário: 10 de abril de 2021 (sábado), às 20h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
Assistentes: Neuza Ines Back e Bruno Silva de Jesus
VAR: Vinicius Furlan

Gols: Arboleda, aos 4'01ºT (1-0), Rodrigo Nestor, aos 20'1ºT (2-0), Reinaldo, aos 30'1ºT (3-0), Guilherme Castro, aos 37'1ºT (3-1), Daniel Alves, aos 43'1ºT (4-1) e Eder, aos 30'2ºT (5-1).

SÃO PAULO: Volpi; Arboleda, Bruno Alves e Léo; Igor Vinicius, Rodrigo Nestor (Luan, aos 20' 2ºT), Daniel Alves, Igor Gomes (Benítez, aos 28' do 2ºT) e Reinaldo (Welington, aos 28' do 2ºT); Rojas (Eder, aos 16' 2ºT) e Pablo (Vitor Bueno, aos 20'2ºT). Técnico: Hernán Crespo.

SÃO CAETANO: Luiz; Daciel Santos, Lucas Dias, Carlos Alexandre e Warian; Charles, Neto (Luizinho, aos 15'2ºT) e Luiz Felipe (Guilherme Pira, no intervalo); Filipe Carvalho (Fernando Júnior, no intervalo), Guilherme Castro (Marcinho aos 28'2ºT) e Diego Cardoso (William Amorim, no intervalo). Técnico: Wilson Júnior

Futebol