PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogador de Fifa e gerente da EA são presos por se fingir de idoso para se vacinar no México

08/04/2021 18h04


O jogador profissional de Fifa Rubén Morales Zerecero, de 31 anos, e o gerente de campanhas da Eletronic Arts (desenvolvedora do jogo) Cristian Nieva, de 35 anos, foram presos nesta quarta-feira (07) ao se passarem por idosos para serem vacinados contra Covid-19 no México. Zerecero e Nieva tinham documentos de outras pessoas, cadeiras de rodas e pintaram seus cabelos para tentar tomar o imunizante. A dupla só foi detida depois de receber o antivírus.

?> Confira as classificações atualizadas dos campeonatos estaduais e simule os resultados do seu time!

Os dois foram detidos após tomarem a vacina contra Covid-19 em um posto na Cidade do México, enquanto estavam em uma área de observação. Rubén Zerecero utilizou um documento de identificação de seu pai e Cristian Nieva usou a identidade do tio de um amigo. A dupla se vestiu com casacos, luvas, "face-shield", pintaram os cabelos de branco e um deles ainda foi de cadeira de rodas.

Rubén Zerecero foi vice-campeão mundial de Fifa em 2009, quando o torneio ainda era organizado pela federação homônima, e é profissional do videogame até hoje. Em 2015, ele foi homenageado pela Microsoft como "melhor atleta de console" no XBox. Já Cristian Nieva é gerente de campanhas da EA, desenvolvedora do jogo, na América Latina, a companhia ainda não se pronunciou.

Os dois foram levados à Justiça e podem pegar até nove anos de prisão por falsidade ideológica e outras ofensas. Eles estão presos até o início do julgamento, que ainda não tem data para acontecer.

Futebol