PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Com contrato até junho, trio segue com futuro indefinido no Corinthians

06/04/2021 07h00

A temporada 2021 já começou, apesar da pausa por conta do agravamento da pandemia de coronavírus, e o Corinthians segue fazendo os ajustes em seu elenco. Com algumas saídas e permanências já oficializadas, alguns tópicos ainda estão sem definição, sendo que o principal deles é a renovação de contrato do trio Cazares, Jemerson e Otero, cujo vínculo termina em junho.

A menos de três meses do encerramento do contrato com o clube, nenhum dos membros do trio teve sua permanência oficializada até o momento, embora conversas já existam. Todos já podem assinar com outros clubes, mas primeiramente ouvirão a proposta corintiana conforme combinado na chegada deles ao Parque São Jorge, no segundo semestre de 2020.

Quem tem a permanência mais próxima de ser definida é Cazares, aquele que mais fez sucesso com a torcida e mais trouxe resultados em campo, apesar dos constantes problemas físicas. Nos bastidores do clube, já há quem diga que o acerto entre as partes ainda não aconteceu por conta de detalhes burocráticos. Outros, porém, adotam a cautela e preferem não adiantar o acordo.

Jemerson, por outro lado, tem a situação mais complicada. Os valores envolvidos são maiores do que os outros, ao mesmo tempo em que deixá-lo ir embora se tornaria um prejuízo e ainda reforçaria um rival do Brasileirão praticamente de graça, uma vez que o Atlético-MG se interessa pelo zagueiro. Embora o interesse em renovar exista, ambas as partes já negaram conversas neste momento e o desfecho deve ficar para perto do término do contrato.

Já Otero ainda divide opiniões tanto internamente quanto na torcida por conta do desempenho oscilante dentro de campo, mas há também o interesse de ambas as partes em renovar e as conversas já se iniciaram. Contra o Retrô-PE, pela Copa do Brasil, ele marcou seu primeiro gol de falta pelo Corinthians, fazendo jus a sua principal característica. Assim como Jemerson, a definição deve ficar para perto do dia 30 de junho, quando termina se vínculo.

Uma fator em comum entre os jogadores do trio é que o Corinthians não fará loucuras para manter um ou outro. As renovações somente irão acontecer dentro dos limites orçamentários do clube, que busca reduzir ao menos 20% das despesas em cada setor, principalmente no futebol. A prioridade é manter a política de austeridade, mesmo que isso signifique a saída de um deles.

Corinthians