PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Embaixo de muita chuva, Palmeiras sai na frente, mas cede empate ao Corinthians em Dérbi

03/03/2021 21h00

Pela segunda rodada do Campeonato Paulista, Corinthians e Palmeiras empataram em 2 a 2, na noite desta quarta-feira (3), na Neo Química Arena, em Itaquera.

Em jogo onde a forte chuva que caiu no estádio corintiano foi protagonista, principalmente na etapa inicial, o Palestra abriu 2 a 0, viu o Timão diminuir ainda na etapa inicial e igualar o marcador no início do segundo tempo.

Com o resultado, o Corinthians chegou a dois pontos no Paulistão, já que havia empatado em 0 a 0 contra o Red Bull Bragantino na estreia da competição. Do outro lado, o Dérbi foi o primeiro compromisso palmeirense no Estadual, já que no último fim de semana o Palmeiras disputava a primeira partida da final da Copa do Brasil, diante do Grêmio, e adiou a estreia no Paulista, contra o São Caetano.

POLÊMICA ANTES DO JOGO

Na véspera do Dérbi, a torcida corintiana instalou nas arquibancadas do setor leste da Neo Química Arena com os anos em que o Timão conquistou o Mundial de Clubes, 2000 e 2012, e abaixo os dizeres "Nunca Serão", em provocação ao desempenho palmeirense na última edição do Mundial de Clubes, no qual a equipe não venceu, sequer marcou gols, e ficou na quarta colocação.

Contudo, minutos antes da bola rolar pela segunda rodada do Campeonato Paulista, nesta quarta-feira (3), o Tropa de Choque da Polícia Milita, cumprindo ordens do Ministério Público do Estado de São Paulo, pediu a retirada do mosaico, mas funcionários da Neo Química Arena e membros da torcida uniformizada corintiana Gaviões da Fiel argumentaram que as faixas não continham provocações e também não havia tempo hábil para retirada, fazendo com que o conteúdo permanecesse no estádio.

PALMEIRAS SAI NA FRENTE

Logo aos quatro minutos de jogo o Palmeiras saiu na frente, em uma saída de bola errada do Timão, onde Danilo deu o bote e acionou Lucas Lima, que fintou Gil e bateu na saída de goleiro Matheus Donelli para abrir o placar.

Após sair na frente, o Alviverde passou a ter a proposta de jogo que gosta, abusando dos contra-ataques e a sua transição rápida, e foi assim que o Palestra ampliou o marcador, com uma enfiada de Gustavo Scarpa para Willian do lado esquerdo, que enxergou Gabriel Silva, bem colocado na altura da marca do pênalti, que, de primeira, tocou no canto esquerdo de Donelli.

DILÚVIO DE ITAQUERA

Na metade do primeiro tempo uma forte chuva caiu desabou na Neo Química Arena, e, com isso, o Corinthians cresceu, já que o estado do gramado prejudicou o Palmeiras, que costuma trocar bastante passes.

O técnico palmeirense, Abel Ferreira, por vários instantes pediu a paralisação do jogo, mas a árbitra Edina Alves, primeira mulher a apitar um Dérbi, conversou com os atletas em campo que optaram jogar, pelo menos, até o fim do primeiro tempo.

Como a intensidade de chuva diminuiu no intervalo, o sistema de drenagem da Neo Química Arena se mostrou eficiente e a qualidade do gramado melhorou bastante.

TIMÃO DIMINUI

E se caiu o dilúvio em Itaquera, o Timão foi Noé, e fez jus a sua arca, ou melhor, a sua área, já que ainda no primeiro tempo, aos 35 minutos, o time de Parque São Jorge diminuiu. Após cobrança de falta alçada a área, Mateus Vital apareceu livre pelo esquerdo, dominou e tocou na saída de Vinicius Silvestre.

CORINTHIANS VOLTA MELHOR

Assim como o Palmeiras iniciou avassalador o primeiro tempo, o Corinthians voltou para a etapa final on fire, e logo aos dois minutos de partida empatou o jogo. Assim como Gabriel Silva, do Verdão, Rodrigo Varanda marcou o seu primeiro gol como profissional, justamente em um clássico contra o maior rival.

A jogada iniciou com Roni, que achou bem Mateus Vital pelo lado esquerdo, e o meia enfiou para Varanda colocar para o fundo da rede e igualar o marcador.

DONELLI GARANTE EMPATE

Relacionado em uma furiosa, após Cássio e Guilherme se contaminarem com a Covid-19 e Walter ser negociado com o Cuiabá, Matheus Donelli fez o seu primeiro jogo profissional justamente em um clássico contra o Palmeiras. E foi a prata da casa que garantiu o empate em 2 a 2, principalmente após defender com a ponta dos dedos um chute de fora da área do lateral-esquerdo Victor Luís.

>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 2 PALMEIRAS - 2ª RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA

Estádio: Neo Química Arena, São Paulo (SP)

Data e hora: 3 de março de 2021, às 19h (horário de Brasília)

Árbitro: Edina Alves Batista (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Neuza Ines Back (SP)

Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Otero e Xavier (Corinthians); Fabinho e Renan (Palmeiras)

Cartões vermelhos: -

GOLS: 0-1 Lucas Lima (4'/1T); 0-2 Gabriel Silva (25'/2T); 1-2 Mateus VItal (35'/2T)); 2-2 Rodrigo Varanda (2'/2T)

CORINTHIANS: Matheus Donelli; Bruno Méndez, Jemerson, Gil e Lucas Piton; Cantillo (Xavier, 28'/2T) e Roni; Rodrigo Varanda (Luan, 28'/2T), Cazares (Otero, 16'/2T) e Mateus Vital (Antony, 41'/2T); Jô. Técnico: Vagner Mancini.

PALMEIRAS: Vinicius Silvestre; Gabriel Menino (Fabinho, 35'/2T), Luan, Renan e Lucas Esteves; Danilo, Lucas Lima (Victor Luís, 25'/2T) e Gustavo Scarpa (Giovani, 40'/2T); Breno Lopes, Gabriel Silva (Gustavo Garcia, 25'/2T) e Willian (Papagaio, 24'/2T). Técnico: Abel Ferreira.

Futebol