PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Diniz minimiza entrevero com Tchê Tchê: 'Vamos resolver internamente'

07/01/2021 00h55

Classificação e Jogos

O São Paulo perdeu para o Red Bull Bragantino por 4 a 2, em Bragança Paulista. Se não bastasse o resultado ruim, uma discussão entre Tchê Tchê e Fernando Diniz chamou atenção ainda na primeira etapa. Enquanto o time da capital já perdia por três gols de diferença, a transmissão captou uma bronca do técnico Fernando Diniz em Tchê Tchê.

"Tem que jogar, c... seu ingrato do c..., seu perninha do c..., seu mascaradinho do c..., vai se f...... ", gritou o treinador são-paulino. O volante havia comentado com treinador que os companheiros estavam reclamando com ele em algumas jogadas.

Na entrevista coletiva após a partida, Diniz comentou sobre a situação. O comandante são-paulino minimizou o episódio e afirmou que a situação será tratada internamente. Tchê Tchê foi expulso no segundo tempo, mas, segundo o treinador, uma coisa não levou a outra.

"Eu tenho um jeito de cobrar, todo mundo conhece, ele principalmente. A gente vai resolver internamente. A coincidência de ter acontecido a expulsão no dia da discussão é uma especulação. Podia não ter acontecido nada. Acho que não teve interferência", afirmou.

O São Paulo agora se prepara para enfrentar o Santos, no próximo domingo (10), às 16h, no Morumbi, pelo Brasileirão. O clube tricolor é o líder da competição com 56 pontos, sete a mais que Flamengo e Atlético-MG, que dividem a segunda colocação, com 49 pontos. O Tricolor também tem um jogo a mais.

No dia a dia de trabalho no CT da Barra Funda, o relacionamento de Diniz com os jogadores é visto como um de suas principais qualidades, como o UOL Esporte já mostrou. O trato diário com os jogadores daria ao treinador a liberdade para ser mais enérgico à beira do gramado, segundo fontes próximas aos atletas. Ainda assim, a interação acalorada com Tchê Tchê chamou atenção, viralizou e entrou no circuito das mesas redondas esportivas.

"Hoje em dia, ele sabe que a TV vai captar o que ele vai falar. Ele sabe que está humilhando o jogador. Impossível não ter uma consciência dessas num estado vazio", diz o colunista Renato Maurício Prado na live "Fim de Papo", do UOL Esporte.

São Paulo