PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Candidatura de Neto à presidência do Corinthians em 2023 deve ser adiada

Herói Vicente, que seria vice de Neto na eleição de 2023, disse que apresentador mudou de ideia e que não deve se candidatar - Reprodução/Band
Herói Vicente, que seria vice de Neto na eleição de 2023, disse que apresentador mudou de ideia e que não deve se candidatar Imagem: Reprodução/Band

30/11/2020 12h38

Uma das novidades da eleição do Corinthians no último sábado foi a volta de Neto como conselheiro do clube. Isso porque a chapa Liberdade Corinthiana, da qual é membro, foi eleita para compor o Conselho Deliberativo para o próximo triênio.

No entanto, os planos para se candidatar à presidência devem ficar para depois de 2023, ano que haverá o próximo pleito corintiano.

O apresentador da Band e ídolo alvinegro já pertenceu ao quadro de conselheiros do clube no mandato entre 2012 e 2015, ou seja, com esses dois períodos no órgão ele tem o requisito necessário para concorrer ao cargo de "homem forte" do Timão. Há cerca de três meses, o ex-camisa 10 corintiano declarou que iria se candidatar ao pleito presidencial de 2023.

Acontece que esses planos de Neto, por ora, mudaram, mesmo após se garantir no Conselho pelos próximos três anos. Pelo menos foi isso que Herói Vicente, líder da chapa "Liberdade Corinthiana" afirmou em live para o canal "Capitão Corintiano", no YouTube.

Segundo o conselheiro, que levará seu grupo ao terceiro mandato no órgão, ele não será mais o vice do apresentador, e agora assumirá a cabeça da chapa na candidatura à presidência em 2023.

- Inverteu isso aí. O Neto não vai se candidatar a presidente, quem vai se candidatar sou eu. Eu tive uma conversa com ele, ele disse que não quer, que não tem mais interesse em ser presidente, ele falou isso para mim, então eu assumi essa responsabilidade, serei candidato em 2023 - garantiu Herói.

Tanto Neto quanto Herói são nomes de oposição dentro do Parque São Jorge. Tanto é que a chapa "Liberdade Corinthiana" não apoiou um candidato específico à presidência, mas se declarou contrária ao posicionamento favorável a Duílio Monteiro Alves, que acabou vencendo o pleito com 1.081 votos e batendo Augusto Melo (939 votos) e Mário Gobbi (783 votos).

Confira todas as chapinhas que foram eleitas no último sábado:

Preto no Branco (Duílio): 303 votos

Reconstruir (Gobbi): 255 votos

Renovação e Transparência (Duílio): 231 votos

São Jorge (Augusto): 180 votos

Tradição Corinthiana (Duílio): 169 votos

Liberdade Corinthiana (Independente): 164 votos

Corinthians com respeito (Duilio): 151 votos

Valores Corinthianos (Gobbi): 147 votos

As "chapinhas" e o novo presidente do Corinthians tomam posse no dia 4 de janeiro de 2021 para comandarem o clube até 2023.

Corinthians