PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Hugo Souza corresponde à aposta, e Flamengo cumpre pedido de Dome

29/10/2020 07h00

Na segunda, Diego Alves saiu do Rio de Janeiro e se juntou ao elenco do Flamengo em Porto Alegre, onde a preparação para a partida com o Athletico, pela Copa do Brasil, foi finalizada após o empate com o Internacional pelo Campeonato Brasileiro. Assim, até uma hora antes da bola rolar, persistiu a dúvida se o camisa 1 voltaria ao time ou se Hugo Souza seria mantido como titular. Com grandes defesas, inclusive de pênalti, Neneca mostrou que a decisão foi acertada, e graças a ele, o time atendeu ao pedido do treinador.

"No mata-mata não podemos sofrer gols!", afirmou Dome, ainda no vestiário do Beira-Rio, em meio aos elogios feitos ao elenco após o empate em 2 a 2. O Flamengo largou na frente do Athletico com a vitória por 1 a 0, e a vantagem por não ter sofrido gols na Arena da Baixada caiu na conta de Hugo. O Neneca fez quatro defesas diante do Furacão, além do pênalti cobrado por Walter.

Não sofrer gols, sob o comando de Dome, é um fato raro. São 23 jogos desde a chegada do espanhol (somando as partidas em que os auxiliares Jordi Guerrero e Jordi Gris estiveram na área técnica), nos quais o Flamengo não foi vazado apenas em cinco oportunidades: Athletico, Sport, Del Valle, Santos e Coritiba.

A vitória sobre o Athletico foi a estreia de Hugo Souza entre os profissionais na Copa do Brasil, além de ter sido a décima atuação do camisa 45 pelo time principal. "Um sonho", ressaltou o goleiro de 21 anos na saída do gramado da Arena da Baixada. Questionado sobre a titularidade, Dome Torrent foi vago.

- Temos a sorte de ter quatro goleiros que, quando precisamos, são excelentes. O mais importante é estar focado no próximo jogo. Temos Brasileiro, temos libertadores, temos Copa do Brasil, temos muitos jogos. É pouco a pouco - afirmou o treinador espanhol, lembrando também de César e Gabriel Batista.

RENOVAÇÕES DE NENECA E DIEGO ALVES EM PAUTA

Em meio às boas atuações de Hugo Souza e o retorno de Diego Alves - que sofreu duas lesões, uma no ombro direito e outra no joelho direito, além da Covid-19 -, a diretoria vem negociando as renovações dos respectivos vínculos.

A situação com a camisa 1 esteve mais adiantada no fim de semana, contudo, um entrave no departamento financeiro, voltou a impedir o acordo. A ideia é renovar com Diego Alves, cujo vínculo se encerra em dezembro, por dois anos.

Já Hugo Souza, que tem contrato até setembro de 2023, está em negociação para renovar até 2025. O Neneca, formado no Ninho do Urubu, tem 21 anos.

Futebol