PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Antigo alvo, Maxwell reencontra o Botafogo na Copa do Brasil

26/10/2020 16h46

O Botafogo passava por problemas no ataque no começo de 2019. O principal alvo da diretoria era Diego Souza, mas a negociação com o São Paulo não era tão simples. Ao mesmo tempo, o Alvinegro monitorava a situação de Maxwell, então artilheiro do Carioca pelo Resende, que ficou perto de uma assinatura. Em 2020, o atacante defende o Cuiabá, rival do Glorioso na Copa do Brasil.

À época, Maxwell tinha sete gols no Estadual e dividia a artilharia da competição com João Carlos, do Volta Redonda. Ele foi o autor do gol da vitória do Resende sobre o Botafogo, que logo depois entrou em contatos para tentar contratá-lo.

As negociações foram avançando com certa rapidez. O Confiança, clube que detinha os direitos econômicos do atacante à época, concordava com um empréstimo ao Glorioso. No ano passado, inclusive, Maxwell deu uma entrevista exclusiva ao LANCE! falando sobre o interesse alvinegro.

- Eu enxergo com muito bons olhos e vejo (a ida para o Botafogo) como uma oportunidade para alavancar de vez a minha carreira. (A negociação) Não está me prejudicando em nada, muito pelo contrário, isso me motiva ainda mais pois eu penso em dar meu melhor aqui no Resende até o término do contrato (fim do Estadual) e chegar lá (no Botafogo), caso o negócio se concretize, ou em outro lugar com a mesma pegada em que estou aqui - afirmou, em 2019.

O Botafogo acabou perdendo a corrida porque o Kalmar, da Suécia, chegou com uma proposta para comprá-lo em definitivo, algo que o Alvinegro não tinha como competir. Maxwell não se criou na Europa e assinou com o Cuiabá no começo da atual temporada. No Mato Grosso, mostrou que não perdeu o faro de gol: é o artilheiro da equipe no ano, com 14 gols.

Com Marcelo Chamusca, Maxwell tem atuado pelo lado esquerdo do ataque. Com os desfalques de Jenison e Élton, que não podem jogar a Copa do Brasil, é provável que o camisa 11 retorne à referência do setor ofensivo.

Futebol