PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sobre estilo de jogo do Bahia, Gilberto crava: 'Eu me importo com o triunfo e acabou'

22/10/2020 15h37

Apesar de contente pelo último triunfo do Bahia pelo Brasileirão frente ao Atlético-MG, o atacante Gilberto aproveitou a entrevista coletiva para demonstrar absoluta sinceridade sobre possíveis críticas a forma de atuar da equipe com prioridade no sistema defensivo.

Para ele, o mais importante é que o plantel tenha ciência da sua competitividade e saiba se moldar de forma que a estratégia seja efetiva na obtenção dos resultados:

- Eu apenas acho que nós atletas, e também comissão técnica, não podemos nos deixar ir pela euforia dos torcedores. Temos que fazer uma coisa boa e que se encaixe no perfil do clube também. O nosso perfil, isso está na história e hino do clube, é vibração. É um time que vibra, que marca forte, e quando sai, tem a oportunidade, mata o jogo. Vai sofrer? Vai. Mas é melhor um triunfo na mão, sofrido como foi contra o Atlético-MG, do que não ter o triunfo. Se for para jogar feio, como as pessoas acham, não me importa. Eu me importo com o triunfo e acabou.

O gol na última partida colocou o jogador de 31 anos de idade no Top 3 de artilheiros com mais tentos pelo Esquadrão na história do Brasileirão com 26 gols marcados. Porém, o próprio Gilberto prefere priorizar as conquistas coletivas:

- Eu não gosto muito de números, eu sempre falo isso. Acho que estatística é até legal, para quem gosta, mas a única estatística que eu queria mesmo, era me sagrar campeão brasileiro, assim como Bobô. Então, as outras (estatísticas) vão continuar ainda por muito tempo, enquanto eu continuar no Bahia.

Futebol