PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dirigente do Borussia diz que Sancho não é inegociável: "Interpretaram mal"

Jogador inglês foi um dos nomes mais falados da última janela de transferências da Europa - Sebastian Widmann/Bundesliga/Bundesliga Collection via Getty Images
Jogador inglês foi um dos nomes mais falados da última janela de transferências da Europa Imagem: Sebastian Widmann/Bundesliga/Bundesliga Collection via Getty Images

19/10/2020 09h06

Hans-Joachim Watzke, CEO do Borussia Dortmund, acredita que houve uma interpretação errada do Manchester United durante as negociações por Jadon Sancho, em entrevista à ZDF Sports.

O alemão afirmou que os aurinegros nunca aceitaram negociar por um valor abaixo da multa do atacante, apesar das tentativas dos Red Devils, e que essa linha irá se seguir no próximo mercado, mas não descartou a saída do jovem.

"Interpretaram mal a situação. Tínhamos uma linha e seguiremos com ela no próximo mercado. Nessa indústria, nunca pode-se dizer que um jogador é invendável".

O Dortmund está em uma situação confortável, uma vez que Sancho tem contrato com o clube até 2023.

Devido ao seu sucesso, é provável que seu nome seja novamente especulado no próximo mercado, mas os alemães só devem se desfazer do atleta caso a cláusula de rescisão de 120 milhões de euros (R$ 790 milhões) seja paga.

Futebol