PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos paga salários de setembro, mas próximos meses seguem incertos

Orlando Rollo, novo presidente do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Orlando Rollo, novo presidente do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

01/10/2020 15h10

A "nova gestão" do Santos antecipou o pagamento dos salários referentes a setembro para todos os jogadores e funcionários nesta quinta-feira (01). No entanto, há preocupação quanto a falta de caixa para cumprir os vencimentos dos próximos meses.

Nesta quarta-feira (30) o Comitê de Gestão afastado na última segunda-feira (28) pelo Conselho Deliberativo, após a aprovação da abertura de um novo processo de impeachment contra o presidente José Carlos Peres, emitiu uma nota afirmando que deixava R$ 10 milhões nos cofres do clube, R$ 7 milhões referentes as vendas de Éverson e Eduardo Sasha ao Atlético-MG e R$ 3 milhões provisionados do contrato com o Grupo Turner, pelo direito de transmissões do Peixe na TV Fechada, pelo Campeonato Brasileiro.

Contudo, a gestão de transição, como classifica o mandatário em exercício, Orlando Rollo, trabalha apenas com a quantia de R$ 7 milhões, pois, embora a quantia da emissora de televisão seja prevista, ainda não está depositada em conta.

Na primeira reunião do novo comitê gestor, realizada na noite desta quarta-feira (30), Rollo já havia tranquilizado os demais gestores da quantia em caixa para efetuar os vencimentos de setembro, mas afirmou que necessitará levantar R$ 52 milhões entre outubro e dezembro para honrar com os compromissos do último trimestre de 2020.

Santos