PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Total de dívidas do Santos ultrapassa R$ 300 milhões; confira detalhes

30/09/2020 23h52

O montante de dívidas do Santos se encontra em aproximadamente em R$ 320 milhões com impostos. Os números foram levantados em reunião realizada nesta quarta-feira (30), onde o presidente em exercício, Orlando Rollo, convocou membros da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo, das comissões e todos os pré-candidatos à presidência do clube, em pleito previsto para dezembro.

No geral, se encontraram dívidas de curto, médio e longo prazo, que vão de 13 dias a três anos como prazo de pagamento. A prioridade será saldar as pendências com Hamburgo (ALE) e Huachipato (CHI), que já acionam o Peixe na Fifa, impedindo o clube a registrar novos atletas desde março. O débito com esses clubes representa 45 milhões, mas ainda há a iminência de uma terceira punição, vinda das parcelas não pagas ao Atlético Nacional (COL), pela contratação do zagueiro Felipe Aguilar, vendido ao Athlético-PR em março, por R$ 10 milhões, por 50% dos direitos. Essa especificamente corresponde a R$ 7 milhões, totalizando em R$ 52 milhões a dívida que o Santos tem com outras equipes.

Além deles, o Alvinegro também deve R$ 80 milhões aos grupos Doyen/DIS, e possui pendências com escritório de advocacia Bonassa Bucker. Também há dívidas cíveis e trabalhistas que se arrastam até 2023, com Receita Federal e Previdência Social.

PRESENTES NA REUNIÃO

Estiveram presente os pré-candidatos à presidência do Santos, Andrés Rueda (que participou por videoconferência), Fernando Silva (acompanhado do seu vice, Reinando Guerreiro), Esmeraldo Tarquínio (acompanhado do seu vice, o ex-goleiro Fábio Costa), Ricardo Agostinho, Rodrigo Marino (que chegou com a reunião em andamento, pois o encontro coincidiu com a live de lançamento da sua candidatura), Milton Teixeira Filho e Vágner Lombardi. Alegando imprevistos, apenas Daniel Curi não compareceu.

Também participou da reunião os membros do novo Comitê Gestor e integrantes de duas torcidas uniformizadas santistas. O presidente do Conselho Deliberativo do Santos, Marcelo Teixeira, participou do encontro virtualmente.

Futebol