PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jesualdo critica Peres por demissão no Santos, e presidente rebate: 'Resultados dizem se acertamos'

25/09/2020 18h10

No programa "Bola da Vez", da ESPN Brasil, que vai ao ar na noite deste sábado (26), o ex-treinador do Santos, Jesualdo Ferreira, demitido no início de agosto, criticou duramente o presidente do Peixe, José Carlos Peres, principalmente pela ausência do Cartola no anúncio do seu desligamento.

- O presidente não esteve nem presente, nem ninguém da diretoria, uma tremenda falta de respeito. No mínimo, ele teria que ter coragem de estar presente, mas essa não é uma característica que parece ser muito dele - disse o português.

- Ele não foi capaz de perceber que foi desleal, pela forma que tratou o assunto, porque a situação que se passava não era nem dos treinadores, nem dos jogadores. Não se pode fazer o que fez aquele tempo todo e esperar que depois as coisas ficassem bem - acrescentou.

Também à ESPN Brasil, mas na tarde desta sexta-feira (25), Peres rebateu as críticas com elogios a Jesualdo, mas afirmou que o desligamento do ex-treinador se fez necessário, e os resultados com Cuca mostram que a decisão foi correta, dizendo também que procurou Jesualdo para conversar após o desligamento, mas não conseguiu contato.

- Eu entendo o lado dele, mas tem que entender o nosso. Tomamos uma posição e está aí o resultado. Houve uma decisão, a decisão foi comunicada ao diretor. Tentei falar com ele em seguida, mas não consegui. Tentei pelo celular. Queria ter essa conversa para não ficar nada no ar, mas ele foi embora. Culpa é sempre do presidente, achou que eu tinha que estar lá. Tentei falar com ele, mas não consegui - afirmou Peres..

Mesmo com as críticas abertas, Peres diz considerar Jesualdo como pessoa, mas que uma atitude deveria ser tomada por conta dos resultados negativos.

- Jesualdo foi leal o tempo todo conosco, uma pessoa excepcional como ser humano e como técnico. Não deu para segurar, infelizmente. Comitê de Gestão avalizou essa atitude, chegou em um ponto que seria iniciar campeonato. Tínhamos que tomar atitude - pontuou o mandatário santista.

Por sua vez, Jesualdo poupou a instituição Santos Futebol Clube, bem como torcedores e dirigentes.

- O Santos Futebol Clube tem jogadores, dirigentes e torcedores e dirigentes e torcedores incríveis que eu saúdo com muito prazer, por todos esses órgãos e pessoas que eu tenho muito respeito. O senhor José Carlos Peres? Eu não tenho, porque não teve comigo. São duas coisas muito diferentes - concluiu Jesualdo.

Jesualdo Ferreira deixou o comando do Santos com 15 jogos disputados, seis vitórias, quatro empates, cinco derrotas e aproveitamento de 48,8%. O estopim para a sua demissão foi a eliminação do Peixe para a Ponte Preta nas quartas de final do Campeonato Paulista, após perder por 3 a 1, de virada, na Vila Belmiro.

Futebol