PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

'Não acho que seja a hora de voltar ao Barcelona', diz Xavi

Xavi Hernández, ex-jogador do Barcelona e atual técnico do Al-Sadd, pensa em um futuro no clube, mas "não agora" - Nikku/Xinhua
Xavi Hernández, ex-jogador do Barcelona e atual técnico do Al-Sadd, pensa em um futuro no clube, mas "não agora" Imagem: Nikku/Xinhua

13/08/2020 11h12Atualizada em 13/08/2020 13h53

Xavi Hernández, atual treinador do Al-Sadd e ex-jogador do Barcelona, é um dos nomes especulados para assumir o comando catalão. Porém, de acordo com o espanhol, "agora não é o momento".

"Não acho que seja agora. Há ruído externo, problemas extraesportivos. Em janeiro, disse a eles que não era a hora, e agora eles não me contataram" disse ele ao jornal El País.

Xavi também disse confiar no trabalho se Quique Setién. O técnico é questionado no cargo — desconfiança aumentada com o título do Real Madrid no Campeonato Espanhol — mesmo com o aval do presidente do clube para continuar treinado a equipe.

"Como 'culé', desejo o melhor ao clube. Respeito muito o Quique Setién, ele tem um manual de jogo muito parecido com o que o Barça precisa", completou.

Mas as expectativas para um futuro no comando técnico inspiram o ex-jogador. "Claro que seria um privilégio para mim treinar o Barça um dia, com um time dos sonhos, com Jordi Cruyff, Carles Puyol e alguns jogadores atuais. Gostaria de fazer uma equipe com pessoas válidas que conheçam a casa, pessoas em quem confio."

Questionado sobre o futuro de Messi no Barcelona, Xavi não se esquivou. Para ele, o argentino precisa do Barcelona, assim como o Barça precisa do camisa 10.

"Eles têm que fazê-lo feliz, porque com Leo Messi feliz, eles vão ganhar mais títulos. Eu mantenho uma grande amizade com ele, eu o respeito muito. É um animal competitivo, sempre quer vencer e há dez anos é o melhor jogador de futebol do mundo. Espero que possamos nos encontrar novamente em um nível profissional. Ter o melhor jogador da história no seu time é ter um ás para vencer", encerrou.

Barcelona