PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo e Grêmio não se acertam e troca de Everton por Luciano trava

11/08/2020 22h02

A negociação entre São Paulo e Grêmio pela troca de Everton por Luciano travou na noite desta terça-feira e pode melar. Uma conversa entre as duas diretorias terminou sem acordo e sem a certeza de que as tratativas serão retomadas.

Tanto Everton quanto Luciano já haviam topado a troca, mas o São Paulo não aceitou as condições propostas pelo Grêmio e preferiu não bater o martelo nesta noite, como esperava a diretoria gaúcha. Nenhuma das partes divulgou o que exatamente gerou a discordância, mas tem a ver, entre outras coisas, com os percentuais de direitos econômicos que caberiam a cada parte.

De acordo com a apuração do LANCE!, o Grêmio procurou o São Paulo sugerindo a troca. O clube paulista gostou da ideia, já que Luciano é um nome que agrada ao técnico Fernando Diniz, com quem trabalhou no Fluminense, e tem salários menores que os de Everton, que há tempos não consegue retomar a condição de titular. Mesmo antes da chegada de Diniz, o nome de Luciano já agradava os são-paulinos, tanto que o clube avaliou a contratação dele em 2019, quando estava deixando o Fluminense.

Luciano tem 27 anos e contrato com o Grêmio até dezembro de 2022, enquanto Everton, que está com 31 anos, tem vínculo com o Tricolor até o meio de 2021.

O São Paulo ainda tem uma dívida com o empresário Carlos Leite referente à compra de Everton em 2018. O agente emprestou R$ 11 milhões ao clube, que pagou R$ 15 milhões ao clube carioca para ter o jogador. Recentemente, Leite entrou na Justiça cobrando cerca de R$ 5,5 milhões que o Tricolor teria deixado pendentes.

O São Paulo não repassaria essa dívida ao Grêmio mesmo que Everton fosse para o Sul. Um caso parecido aconteceu com Raniel: o empresário André Cury emprestou o dinheiro para que o clube pudesse comprá-lo e vai recebê-lo do São Paulo, mesmo que o atacante hoje esteja no Santos. Nessa negociação com o Peixe, porém, o Tricolor obteve em troca os direitos econômicos de Vitor Bueno, que estava no Morumbi por empréstimo e assinou em definitivo.

Futebol