PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos e Inter entram em acordo, e Yuri Alberto reforçará o Colorado

03/08/2020 23h30

Yuri Alberto não é mais jogador do Santos. Dois dias após o Internacional emitir uma nota oficial desistindo do atleta, o caso teve uma reviravolta e o Colorado anunciou a contratação do atacante através das suas redes sociais na noite desta segunda-feira (03).

O Santos, por sua vez, também pelas redes sociais, disse que a negociação com o clube gaúcho atendeu interesses em comum entre as instituições e desejou sorte a Yuri.

As bases do acordo não foram divulgadas, mas o Santos devia ao Inter 2 milhões de euros pelo não pagamento das parcelas dos últimos quatro meses na compra de 50% dos direitos econômicos do atacante Eduardo Sasha - que está em processo de litígio judicial com o Peixe, pedindo, inclusive, a rescisão unilateral do seu contrato. É possível que o negócio entre o Alvinegro Praiano e o Inter tenha envolvido essa pendência financeira.

Neste fim de semana, o Santos, que tinha a prioridade na renovação de Yuri, cobriu a proposta protocolada pelo Internacional e teria 15 dias para depositar R$ 10 milhões, entre luvas e direitos de imagem, pelo jogador. A estratégia fazia parte de uma manobra da diretoria no intuito de obter algum retorno com a saída do atleta, cujo o contrato com o Alvinegro Praiano se encerrou na última sexta-feira (31). No entanto, com a retirada do Internacional do negócio no sábado (01), a alternativa era que um investidor auxiliasse o clube, que vive situação financeira delicada desde o início do ano e agravada com a queda nas receitas, decorrentes da pandemia do novo coronavírus.

No contrato protocolado pelo Colorado na Federação Paulista de Futebol é previsto pagamento de R$ 200 mil mensais a Yuri Alberto, com aumento automático em 15% após 20 jogos como titular, além de multa rescisória de 80 milhões de euros (cerca de R$ 480 mi na cotação atual).

Por meios das suas redes sociais, Yuri agradeceu o Peixe, clube que o revelou e, por isso, detém 5% dos direitos de formação. Mais 5% dos direitos do atleta serão acrescidos ao Alvinegro Praiano no negócio.

Futebol