PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dirigente do Dortmund responde críticas de membro do Bayern

03/08/2020 12h13

Após os polêmicos comentários de Uli Hoeness, presidente de honra do Bayern de Munique, criticando a filosofia do Borussia Dortmund de contratar jovens jogadores e vendê-los mais tarde, Michael Zorc, diretor esportivo dos aurinegros, respondeu em tom duro. Para o dirigente, o membro bávaro foi arrogante em suas declarações.

- As declarações me parecem muito arrogantes, mas muitas são objetivamente falsas. É muito fácil das lições com os bolsos cheios quando, ano após ano, você tem 250 milhões de euros (R$ 1,5 bilhão) no bolso.

O dirigente bávaro criticou que os jogadores do rival nunca teriam o DNA do clube, pois eles são vistos como objetos de venda para que o Borussia Dortmund faça dinheiro. O time alemão é um dos principais lapidadores de talento da Europa que chegam cedo na equipe, como Jadon Sancho, Lewandowski e Haaland.

Futebol