PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com direito a goleada sobre o Murici, CSA se garante na final do Alagoano

03/08/2020 18h05

Mesmo sem conseguir se mostrar favorito nos primeiros 45 minutos frente ao Murici no estádio Rei Pelé, o CSA está mais uma vez na final do Alagoano. A equipe do Mutange passou em branco na primeira etapa, mas sobrou na outra metade da partida e assegurou sua classificação com um sonoro 4 a 0.

POUCAS EMOÇÕES

Seja pela retomada recente dos jogos ou pela pouca inspiração dos times, o jogo não apresentou muitas oportunidades claras de gol na primeira metade do tempo inicial. Além da falta de capacidade do Azulão em criar chances que colocassem seus atacantes em condições de levar perigo a meta de Alexandre, o time do interior alagoano tampouco era efetivo na estratégia de usar os contra-ataques, deixando a vida do goleiro Thiago Rodrigues até então facilitada.

Com isso, os bons momentos aconteceram somente no chute dos visitantes de média distância dado pelo atacante Etinho, que o arqueiro Thiago Rodrigues fez uma bonita intervenção para mandar para escanteio e por parte de Alan Costa, de cabeça, mandando a bola na trave de Alexandre depois da cobrança de escanteio.

ENTROU MOSTRANDO SERVIÇO

Peça que voltou na etapa complementar ocupando a vaga de Rafael Bilu, Nadson precisou apenas de sete minutos para converter sua estadia no jogo na abertura da contagem em Maceió. Depois de arrancar com a posse de bola no meio-campo, o camisa 8 deu boa bola em profundidade para Rodrigo Pimpão que, frente a frente com Alexandre, bateu por cima do goleiro do Murici e balançou as redes do Rei Pelé.

VAGA ENCAMINHADA

O jogo já parecia mais próximo do aumento do marcador por parte do Azulão e, em dois minutos, a participação infeliz de seus zagueiros acabou deixando o Murici em vias de ser eliminado.

Aos 32, Norberto passou em velocidade no lado direito e cruzou de primeira após passe de Rodrigo Pimpão, contando com o desvio contra o próprio patrimônio de Joaquim que tirou totalmente Alexandre do lance. Logo na sequência, Adauton fez uma falta violenta em Nadson que conduziu a arbitragem a expulsar com cartão vermelho direto o camisa 3 do Papagaio.

PÁS DE CAL

Com seu oponente já "entregue" no compromisso, o CSA transformou o resultado que já era bom em goleada. Com 38 minutos, Rodrigo Pimpão recebeu dentro da área bola dada por Nadson e bateu na saída de Alexandre que até tocou com o pé, mas viu ela entrar mansa nas redes.

Aos 43, depois do corte parcial da zaga do Murici, o zagueiro Luciano Castán encerrou com muito estilo a contagem ao encher o pé com a bola ainda no alto, sem dar qualquer oportunidade ao arqueiro adversário. 4 a 0, placar final.

Futebol