PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Saiba o que falta para Jô reestrear pelo Corinthians no Dérbi do dia 22

O atacante Jô comemora gol do Corinthians, em Itaquera, em 2017 - Ale Cabral/AGIF
O atacante Jô comemora gol do Corinthians, em Itaquera, em 2017 Imagem: Ale Cabral/AGIF

11/07/2020 08h00

O Corinthians reestreia no Paulistão no próximo dia 22, na Arena, justamente contra o maior rival. No entanto não é possível afirmar que Jô, a principal novidade do clube para esta retomada, estará em campo para ajudar o time na competição. Isso porque o atacante, anunciado há 20 dias, ainda depende de questões burocráticas para ser liberado para jogar novamente pelo Alvinegro.

Uma das burocracias que travavam a reestreia do ídolo corintiano foi acertada nos últimos dias, quando a Federação Paulista de Futebol liberou novas inscrições para o reinício do estadual, que ainda tem duas rodadas da fase de grupos a serem realizadas. Dessa forma, Jô poderá ser inscrito na competição pelo Timão para a disputa desse jogos que decidirão o futuro da equipe.

Mesmo assim, ainda restarão dois obstáculos no caminho até a efetivação da inscrição: a abertura da janela de transferências para a chegada de jogadores do exterior, e a emissão do Certificado de Transferência Internacional para dar entrada na inscrição de jogadores da CBF e assim o nome de Jô poderia aparecer no BID (Boletim Informativo Diário), passo obrigatório para ele jogar.

Esses assuntos, porém, não são de solução simples. A janela de transferências, por exemplo, era para ter sido aberta no último dia 1º, porém foi adiada por conta da pandemia de coronavírus e novas datas devem ser definidas em reuniões da própria CBF com os clubes brasileiros. A expectativa é de que a abertura aconteça antes do fim do mês, porém para Corinthians e Jô ela precisa abrir antes do dia 21, quando o prazo para inscrição no Paulistão se encerra.

Quando a janela for aberta, o Corinthians dará início ao processo no sistema da Fifa que permite as novas inscrições, e será solicitado para a Associação de Futebol do Japão que envie o CTI (Certificado de Transferência Internacional) de Jô. A partir desse momento, o Nagoya Grampus terá o prazo de uma semana para responder à entidade de seu país sobre a efetivação da liberação.

Acontece que a saída de Jô do Japão não foi tranquila, com seu ex-clube inclusive buscando a Fifa para resolver o litígio. Vale lembrar que em comunicado divulgado no mês passado, o Nagoya informou que a rescisão com o brasileiro foi por justa causa. Assim, é possível que, de alguma forma, isso possa travar a inscrição, diminuindo a possibilidade de estreia no Paulistão.

Em resumo, para que Jô possa enfrentar o Palmeiras no dia 22, a CBF precisaria abrir a janela de transferências o mais rápido possível, a fim de permitir que o Timão inicie a burocracia que depende da documentação enviada pelo Nagoya.

Caso contrário, essa reestreia teria de acontecer nas quartas de final do estadual, já que serão permitidas novas inscrições também a partir da fase de mata-mata. Isso, claro, se o time de Tiago Nunes conquistar uma vaga, o que também não é fácil, já que precisa vencer suas duas partidas (Palmeiras e Oeste) e torcer para o Guarani não pontuar contra Botafogo-SP e São Paulo.

Corinthians