PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras repete testes para COVID-19 e faz treinos com bola e na areia

02/07/2020 19h25

No segundo dia de treinamento liberado pelas autoridades de saúde, o Palmeiras realizou trabalhos com bola e, também, exercícios físicos, incluindo a utilização da caixa de areia. A quinta-feira ainda teve a sexta bateria de exames em 14 dias nos profissionais que frequentam a Academia de Futebol, incluindo jogadores, para detecção de coronavírus.

São cinco casos da doenças entre os 30 atletas do plantel, todos assintomáticos. Um dos contaminados foi descoberto no teste de segunda-feira e está afastado. Há duas semanas, outros três também tiveram a COVID-19, mas já estavam recuperados. Um jogador, contudo, não participou das avaliações físicas da semana passada por estar contaminado, mas se recuperou e tem trabalhado no centro de treinamento desde segunda-feira.

Depois dos exames, ocorreram trabalhos nos gramados. Ainda respeitando protocolos de segurança por conta da pandemia do coronavírus, os atletas foram divididos em dois grupos para e realizar treinos técnicos, novamente sob o comando do auxiliar Maurício Copertino, como ocorreu na última quarta-feira - o técnico Vabderlei Luxemburgo tem ido à Academia de Futebol, mas se recupera de cirurgia para retirada da vesícula, realizada há uma semana.

Depois de atividades físicas, os jogadores se enfrentaram, em pequenas turmas, no recém-inaugurado campo sintético do centro de treinamento, com pressão na saída de bola e finalização. Mais tarde, trabalharam na caixa de areia, sob o comando de Antônio Mello, coordenador de preparação física. Os goleiros fizeram exercícios específicos da função com os preparadores Rogério Godoy e Thales Damasceno. Nesta sexta, haverá novo treino em dois períodos.

- Começamos a matar um pouco da saudade. Fizemos na semana passada várias avaliações físicas esperando chegar o dia para treinarmos com bola e voltarmos aos poucos. Respeitamos todas as orientações e aos poucos vamos matando a saudade. O Palmeiras tem essa estrutura e nos dá toda a condição de podermos trabalhar com segurança - comentou o zagueiro Vitor Hugo.

Sobre os exames para detecção de coronavírus, além das seis baterias realizadas desde 18 de junho, alguns ainda passaram por mais um exame, no domingo, porque estiveram presentes em festa de aniversário dada por Felipe Melo, em sua casa, na sexta-feira. Todos deram negativo, mas Felipe Melo levou uma bronca (porém, não foi multado) e todos foram orientados novamente da necessidade de isolamento social.

O clube mantém a estratégia de não revelar os contaminados. Como já faz desde a semana passada, não divulgará as imagens de todos os jogadores presentes nas atividades na Academia de Futebol, para que não se desconfie de quem está ausente. Os primeiros testes também indicaram que um funcionário do clube, que não faz parte do elenco, teve a COVID-19 antes da reapresentação, mas se recuperou. Agora, outros dois estão afastados.

Futebol