PUBLICIDADE
Topo

Avaí

Avaí pede à FCF para ser declarado campeão caso não jogue na Ressacada

Estádio da Ressacada - Leandro Boeira/Avaí FC
Estádio da Ressacada Imagem: Leandro Boeira/Avaí FC

22/06/2020 15h14

A polêmica está em alta no futebol de Santa Catarina. Com a volta do Estadual marcada para o dia 8 de julho, o Avaí corre o risco de não utilizar a Ressacada, já que a prefeitura de Florianópolis vetou qualquer tipo de prática esportiva na cidade por tempo indeterminado.

Hoje, o clube encaminhou um pedido à FCF (Federação Catarinense de Futebol) informando que só atuará na Ressacada na volta dos jogos do Estadual e pede para ser declarado campeão Catarinense, caso não seja liberado para atuar em seu estádio.

"Caso não seja possível o retorno do campeonato, com seu encerramento dentro de campo, que seja declarado o Avaí Futebol Clube como Campeão Catarinense de 2020, já que foram jogados 73,7% do total da competição", diz parte do documento assinado pelo presidente Francisco Battistotti.

O clube se baseia no artigo 149 do regulamento da competição: "os casos omissos e as eventuais dúvidas que possam vir a surgir serão resolvidos pela Diretoria da Federação Catarinense de Futebol".

Mais cedo, o homem forte do futebol do Leão, o ex-jogador Marquinhos, conversou com a CBN e deixou claro que, se o Avaí não puder jogar em casa, a equipe abrirá mão de disputar o Catarinense.

'A decisão já visível para todo mundo é que se não tiver a Ressacada o Avaí não joga, não entra em campo. Também tem que ter o CT para treinar pelo menos uns 10, 15 dias antes de começar os jogos. Se a gente não tiver, não vamos a campo. O nosso jurídico vai trabalhar. O Avaí quer jogar e vai jogar na Ressacada. Se não tiver a Ressacada, a gente não participa do campeonato. O que decidimos é que a Ressacada é a nossa casa e por direito conquistamos o mínimo possível de vantagem de jogar lá, e fora dela não vamos jogar', afirmou.

Por ter a melhor campanha na fase de classificação, o Avaí tem a possibilidade de mandar todos os jogos em casa até a final.

Avaí