PUBLICIDADE
Topo

Presidente do Porto diz que Covid fez clube deixar de ganhar R$ 855 mi

02/06/2020 20h12

Nesta segunda-feira, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, disse que o seu clube deixou de ganhar 200 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão) na venda de jogadores por causa da pandemia da Covid-19, pois os acordos quase selados acabaram cancelados. Nesta terça-feira, foi a vez do presidente do Porto (outro gigante de Portugal), Pinto da Costa, dizer que o seu clube tinha praticamente fechado negociação de jogadores que colocariam nos cofres do clube cerca de 147 milhões de euros (R$ 855 milhões).

- O Benfica tinha 200 milhões de euros encaminhados e nós tínhamos 147 milhões. Se, de repente, aparece um vírus que afeta todos, temos de nos moldar à situação e encontrar outras soluções, pois estes negócios estão suspensos - disse Pinto da Costa ao site oficial do Porto, sem citar nomes.

O mandatário portista, no poder desde 1982 e que é o dirigente com mais títulos no futebol, disse que o clube pode irá fechar negócios, mas não vai chegar nem perto dos valores que esperava arrecadar.

- Muito dificilmente conseguiremos chegar a este patamar financeiro nas vendas da janela. Um exemplo: um dos jogadores iria para França, mas o campeonato foi cancelado e os clubes de lá ficaram sem capacidade para comprar.

Futebol