PUBLICIDADE
Topo

Alvo do Palmeiras, lateral Daniel Muñoz acerta com time da Bélgica

Daniel Muñoz, ex-lateral do Atlético Nacional-COL, acertou com Genk da Bélgica  - Reprodução/Instagram/daniel.chitiva
Daniel Muñoz, ex-lateral do Atlético Nacional-COL, acertou com Genk da Bélgica Imagem: Reprodução/Instagram/daniel.chitiva

28/05/2020 16h11

O Palmeiras definiu o lateral-direito Daniel Muñoz como seu alvo no começo da temporada, mas abriu mão de contratações em meio à crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus e ficou sem o colombiano. O Atlético Nacional e o Genk anunciaram nesta quinta-feira a transferência do jogador de 24 anos para o clube da Bélgica, faltando só exames médicos para assinar contrato.

Não foram divulgados os valores, mas a multa do lateral era de 7 milhões de dólares (R$ 37,3 milhões). O Verdão sempre encontrou dificuldades para negociar. O diretor de futebol Anderson Barros esteve na Colômbia em fevereiro para oferecer 2 milhões de dólares (R$ 8,7 milhões, na época) só por Muñoz, incluindo uma tentativa de acordo para a dívida de 3 milhões de dólares (R$ 16 milhões, atualmente) por Borja. O Atlético Nacional recusou.

"Especulou-se muito sobre o Daniel em outros clubes, mas nada de concreto. Além disso, ligamos para os clubes que apareceram com interesse e disseram que não, que não tinham e que, devido à situação, seria difícil para eles terem contratações", afirmou Juan David Pérez, presidente do Atlético Nacional.

"O Daniel é um grande jogador, do mais alto nível, e acabou de completar 24 anos. Esta possibilidade não pode ser desperdiçada. A Europa não faz grandes transações com a América do Sul com jogadores dessa idade. E esta é, possivelmente, a primeira transação feita na Europa. A pandemia parou as receitas do futebol e passou pelos mercados", prosseguiu.

"Tínhamos 60% dos direitos, e o clube belga queria obter 100%. Procuramos negociar com eles para manter uma porcentagem para o jogador. Esperamos manter 15% do jogador em transações futuras", continuou explicando o dirigente, que sempre deixou claro que não gostaria de negociar com o Palmeiras antes do acerto sobre a dívida por Borja, levada à Fifa.

O Palmeiras definiu Daniel Muñoz como alvo após mapear o mercado, principalmente depois de vê-lo atuando na Florida Cup. Frequente na seleção, tem as características que Vanderlei Luxemburgo gostaria para alguém no setor, com velocidade, capacidade defensiva e chegada ao ataque, como Viña.

Luxemburgo e o elenco foram atualizados frequentemente do estudo realizado no mês passado, para detectar o impacto financeiro da pandemia. Com a garantia de que ninguém seria demitido neste momento, houve acordo com os jogadores, envolvendo também o técnico, Anderson Barros e o gerente Cícero Souza, para redução de 25% dos salários de maio e junho registrados em carteira, com direitos de imagem de abril e maio parcelados até junho de 2021.

Ainda prometendo manter os funcionários de todos os departamentos, o clube decidiu suspender os contratos de parte de seus profissionais, assegurando, porém, a manutenção do valor líquido de seus salários, recebendo ajuda do governo federal, além de cestas básicas e acesso ao plano de saúde. Não houve alteração nos pagamentos a atletas do time feminino e de esportes amadores.

Esporte