PUBLICIDADE
Topo

Precaução e grupos separados marcam volta aos treinos do Bangu

27/05/2020 16h35

O clima de retomada já volta a tomar conta da rotina do Bangu. Na tarde da última terça-feira, houve uma preparação intensa para contribuir na prevenção do novo coronavírus.

Pela manhã, os atletas realizaram testes sorológicos IgG e IgM, qualitativo e quantitativo, por meio de laboratório de medicina diagnóstica. O procedimento de avaliação, que também foi realizado nos dias 15 e 22 de maio, acontece periodicamente.

Outras diretrizes do protocolo "Jogo Seguro", elaborado pela FERJ em parceria com médicos da elite do Campeonato Carioca e autorizado pela Prefeitura do Rio de Janeiro também foram vistas.

O elenco de 23 atletas foi dividido em dois grupos de horários distintos para as atividades de reabilitação muscular, sob o comando do preparador físico Fabrício Abreu e acompanhamento do fisiologista Bruno Barrosa e do auxiliar técnico Wagner Duarte, além da supervisão dos médicos alvirrubros Rômulo Capello e Fernando Mattar.

- A gente fez um treino espelhado com espaçamento de dois metros entre os atletas e o trabalho de força está sendo feito em cadeia cinética fechada no gramado - explicou o preparador físico Fabrício Abreu.

Outra cautela foi em relação aos equipamentos, constantemente desinfetados. Além disto, outros membros da comissão técnica observaram à distância.

O grupo está concentrado desde a última segunda-feira em um hotel e seguirá assim pelas próximas duas semanas. O deslocamento para o treino acontecerá em vans contratadas pelo clube. O transporte passará por higienização antes, durante e depois do deslocamento do grupo.

Também estão sendo disponibilizados álcool a 70% e espaços para lavar as mãos com água e sabão. O Bangu ainda fez a distribuição de máscaras faciais e restringiu o acesso ao estádio apenas aos profissionais testados para Covid-19.. Além disto, há monitoramento as regras de distanciamento social para evitar aglomerações.

O Estádio Moça Bonita ainda passa por sanitizações para evitar propagação de vírus e fungos.

Futebol