PUBLICIDADE
Topo

Libertadores completa 60 anos: veja os maiores artilheiros da história

Troféu da Libertadores da América - Matthias Hangst/Getty Images
Troféu da Libertadores da América Imagem: Matthias Hangst/Getty Images

19/04/2020 17h04

Classificação e Jogos

Foi em 19 de abril de 1960 que a Copa Libertadores da América viu a bola rolar pela primeira vez. A goleada de 7 a 1 do Peñarol, do Uruguai, sobre o Jorge Wilsterman, da Bolívia, deu início à história da maior competição de clubes da América do Sul.

Os uruguaios, aliás, seriam os primeiros campeões da disputa, ficando com a taça ao baterem o Olímpia, do Paraguai, na decisão. O equatoriano Alberto Spencer, do Peñarol, foi o artilheiro daquela edição e é até hoje o maior goleador da história da Libertadores. Foram 54 gols em 88 jogos do atacante que fez história no continente principalmente durante a década de 60.

Para se ter uma noção do feito de Spencer, Fernando Morena, o segundo colocado no ranking, anotou "apenas" 37 tentos - 17 a menos - em 77 partidas realizadas. O uruguaio, curiosamente, foi o sucessor de equatoriano no ataque do Peñarol na década de 70.

Maiores artilheiros da história da Libertadores

1º - Alberto Spencer - equatoriano - 54 gols

2º - Fernando Morena - uruguaio - 37 gols

3º - Pedro Rocha - uruguaio - 36 gols

4º - Danie Ónega - argentino - 31 gols

5º - Julio Morales - uruguaio - 30 gols

6º - Luizão - brasileiro - 29 gols

Anthony de Ávila - colombiano - 29 gols

Juan Sarnari - argentino - 29 gols

9° - Artime - argentino - 28 gols

10º - Beto Acosta - argentino - 27 gols

Oswaldo Ramirez - peruano - 27 gols