PUBLICIDADE
Topo

Fifa dá razão ao Dínamo em dívida por Tchê Tchê e São Paulo vai ao CAS

02/04/2020 17h51

O São Paulo terá uma dor de cabeça para resolver nas instâncias superiores do esporte mundial. Isso porque o Dínamo de Kiev-UCR teve sua solicitação aceita pela Fifa por conta do atraso no pagamento pela transferência de Tchê Tchê. O clube ucraniano quer que o Tricolor arque com juros e multa devido ao não cumprimento do prazo acordado para quitar o valores em débito. A informação foi divulgada primeiramente pela Gazeta Esportiva e confirmada pelo LANCE!.

Atualmente titular da equipe de Fernando Diniz, o meio-campista foi comprado em março de 2019 pelo valor de 5 milhões de euros (R$ 28,6 milhões na cotação atual), sendo que parte dessa quantia, equivalente a 1,5 milhão de euros (R$ 8,58 milhões na cotação atual), seria paga em dezembro de 2019.

Com dificuldade no fluxo de caixa, fechando o ano com mais de R$ 156 milhões de déficit, o São Paulo dividiu esse valor em três parcelas de 500 mil euros (R$ 2,86 milhões na cotação atual) e pagou duas. Na terceira, o Dínamo avisou que iria à Fifa para receber uma multa e juros em cima do atraso. A entidade máxima do futebol mundial deu ganho de causa ao clube europeu.

O Tricolor, no entanto, não concordou com a sentença da Fifa e promete ir ao CAS (Corte Arbitral do Esporte) para tentar recorrer da decisão. Acontece que esse recurso pode onerar ainda mais o clube brasileiro, já que uma nova derrota fará com o que o débito com os ucranianos seja maior do que aquele a ser pago neste momento, já com a multa e os juros inclusos.

Enquanto isso, as atividades do futebol profissional segue paralisadas. Nesta quinta-feira, os jogadores entraram em férias por 20 dias, mas ainda não há previsão da retomada dos treinamentos no CT da Barra Funda, nem das competições que o São Paulo disputa na temporada. Tudo isso por conta da pandemia de coronavírus, que assola o Brasil e o mundo.

Futebol