PUBLICIDADE
Topo

Derlan curte quarentena e torce pela volta do futebol

01/04/2020 17h35

A pandemia causada pelo novo coronavírus fez todo o mundo parar, inclusive o futebol. Em casa, os jogadores tentam manter a forma com exercícios passados pelos clubes para que na volta a defasagem física não seja tão grande. Mas com tanto tempo livre na quarentena, tem também que aproveita para curtir e muito a família. É o caso do zagueiro Derlan, da Chapecoense. Pai de primeira viagem, o jogador de 24 anos não desgruda da pequena Liz, de apenas três meses de idade, fruto do relacionamento com a esposa Marília, com quem está junto há 7 anos e casado oficialmente há 10 meses.

'Ela nasceu no dia 27 de dezembro do ano passado, e no dia 2 eu já tive que vir para a pré-temporada. Elas se mudaram para Chapecó só no dia 28 de janeiro, quase um mês depois, quando a gente pôde finalmente ficar junto. Mas, logo já iniciou o Campeonato Catarinense, aí é aquela correria de jogos, concentração, era pouco tempo, mas sempre tentava aproveitar quando estávamos juntos', conta.

Depois das sessões de exercícios passados pela comissão técnica da Chape, o zagueiro, autor de dois gols em nova partida com a nova camisa no estadual, aproveitar para brincar com a Liz, e claro, dar aquela mão para a Marília trocando uma fralda. Mas, ele confessa que mesmo com o carinho da família não tem como não pensar no futebol.

'Tenho aproveitado bastante para ficar com elas, curtir a minha filha, ajudar a minha esposa. Mas o pensamento é no futebol também, a gente não consegue, mesmo de férias, sempre tem o desejo de jogar. Mas, não tem o que fazer, tem que respeitar essa quarentena que é importante e o bom é poder aproveitar a família agora, já que a temporada vai ser ainda mais corrida devido a essa paralisação', projeta.

Depois de um início complicado no Campeonato Catarinense, com sete jogos sem vencer, a Chapecoense conseguiu se recuperar e se classificar para as quartas de final. No retorno da competição, o Verdão do Oeste escara o Avaí em dois jogos eliminatórios.

'Infelizmente teve essa parada do campeonato, é uma parada triste pelo motivo. Todo mundo também estava bem preparado, tínhamos nos recuperado no campeonato, conseguimos a classificação, mas agora é esperar, se manter preparado e focado para voltarmos bem', resumiu.

Futebol