PUBLICIDADE
Topo

Com pausa no futebol, Sport inova em estratégias de comunicação e vira inspiração nas redes sociais

01/04/2020 07h00

A pandemia do coronavírus vem afetando diversos clubes de futebol e outros esportes no mundo. Afinal, sem jogos, como pagar as contas e pensar no funcionamento do clube. Até para os setores de comunicação torna-se um grande problema, pois para criar conteúdo sobre futebol, você precisa de futebol, certo? Nem tanto. Ao menos, o Sport Recife vem mostrando que não é bem assim.

O clube pernambucano adotou uma estratégia totalmente diferente em suas redes sociais. Ao invés de permanecer com o conteúdo padrão, o Leão inovou e adotou diferentes formas de entreter sua torcida durante o período de quarentena. Dicas de como se prevenir contra o COVID-19, palavras cruzadas e até mesmo dicas de livros. A fórmula, bem diferente, acertou em cheio e acabou virando referência em meio a uma fase tão complicada.

Responsabilidade didática

Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o vice-presidente de comunicação Jurandyr Gayoso explicou a estratégia inovadora do clube e afirmou que a mentalidade didática foi fundamental para o planejamento.

- A gente viu na comunicação que tínhamos duas responsabilidades a seguir. Uma era institucional, didática. Com a penetração que a gente tem nas nossas redes sociais, tentar da maneira mais eficaz possível passar as medidas de profilaxia para evitar o contágio do COVID-19, então é algo institucional e didático -, explicou.

Jurandyr também revelou que, assim como muitos clubes brasileiros, o Sport cedeu suas dependências para que órgãos de saúde da capital de Recife pudessem ter mais estrutura no combate ao vírus.

- Nessa mesma responsabilidade social que o clube tem, nós cedemos nossas estruturas para a ABHH (Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular) para que fosse feito a doação de sangue. Entramos no "Clássico do Bem" para arrecadar dinheiro para os órgãos de saúde pública de Pernambucano para as necessidade recorrentes desses órgãos, que hoje é TI mas amanhã pode ser respiradores ou qualquer equipamento que se faça necessário para combater o COVID-19 -, afirmou o dirigente.

Entretenimento para o torcedor

Jurandyr também explicou que, além da parte didática, a parte do entretenimento é fundamental para o interesse dos torcedores, e formatos inovadores acabaram se tornando uma referência para os setores de comunicação de clubes brasileiros.

- Somos um clube de futebol e nossos torcedores e seguidores estão ali para se entreter. Como a gente está sem conteúdo do futebol, nossos profissionais competentes que temos na assessoria de imprensa tiveram toda a carta branca para poder criar, e criaram muito bem de uma forma que nós fomos referências para alguns. Por exemplo, o "As Cores Que Abracei", muitos clubes replicaram, as nossas palavras cruzadas, as "Dicas da Estagiária"... Foram formas de entreter o público que está carente de conteúdo de futebol -, revelou.

A famosa "estagiária" por trás do conteúdo

A grande responsável pelo conteúdo é a assessora Lindainês Santos, que é a encarregada pelo gerenciamento das redes sociais do "Leão". Segundo ela, o processo de planejamento partiu de seus gostos pessoais. Assídua leitora, a funcionária usou o gosto para compartilhar trabalhos de torcedores do Sport e pernambucanos em geral.

- Eu cuido das redes sociais do Sport e surgiu essa demanda de ter conteúdo enquanto estamos na quarentena. Eu fiquei pensando o que a gente poderia fazer e foi aí que surgiu os desenhos para colorir, os passatempos. Aí veio essa de dar uma dica de livros, porque eu particularmente leio muito. Surgiu primeiro a ideia de dar dicas de livros e depois foi para uma linha mais cultural. Até agora, recomendamos apenas rubro-negros e pernambucanos -, afirmou.

Nos braços da torcida e do povo pernambucano

Algo fundamental para o sucesso do projeto foi a grande aceitação da torcida do Leão da Ilha, que interage com frequência. Um segredo para a glória foi usar a identificação do povo pernambucano com a cultura local, que foi transformada em ótimo trabalho.

- A torcida vem respondendo muito bem. A gente está fazendo de uma forma que tudo que a gente indica mexe com a identificação do povo pernambucano. Nós somos um povo muito bairrista e a gente gosta de enaltecer tudo que é daqui. Nós temos grandes artistas, grandes escritores, grandes diretores... É muito bom poder estar divulgando, usando esse espaço para divulgar e compartilhar ideias. Enaltecer nossa região que é muito importante para nós -, finalizou.

*Estagiário, sob supervisão de Tadeu Rocha.

Futebol