PUBLICIDADE
Topo

Weverton aprova pausa do Paulistão: "Sem saúde não tem jogo"

Goleiro do Palmeiras reconhece ser "um momento um pouco tenso" e aprova interrupção dos campeonatos - Reprodução/Twitter
Goleiro do Palmeiras reconhece ser "um momento um pouco tenso" e aprova interrupção dos campeonatos Imagem: Reprodução/Twitter

17/03/2020 12h30

Classificação e Jogos

A paralisação dos campeonatos disputados pelo Palmeiras logo no terceiro mês da temporada quebra o ritmo, mas é necessária. Na opinião do goleiro Weverton, a hora é de tentar evitar o contágio em massa do novo coronavírus (covid-19), e o futebol fica para depois.

"A decisão de parar nos faz ter essa atenção, para nos ajudar e fazermos a nossa parte. Depois, com tudo bonitinho, teremos bastante tempo para jogar. A saúde vem em primeiro lugar. Sem saúde não tem como jogar", falou o goleiro palmeirense ao canal SporTV.

Na última rodada antes da paralisação, o Palmeiras ficou no 0 a 0 com a Inter de Limeira em um jogo com mais de 10 mil torcedores presentes, no sábado (14). A esta altura os jogos de portões fechados aconteceram apenas na capital paulista, e no interior não havia restrições. Weverton não esconde que a situação preocupou o elenco alviverde.

"Preocupação há sempre. É algo que está afetando o mundo inteiro, e também nos preocupamos. Talvez não nos preocupamos conosco, porque temos boa imunidade, mas com quem convivemos, com as pessoas à nossa volta. Se nos preocuparmos só conosco, as coisas vão por água abaixo", afirmou o goleiro.

"Sabíamos que o coronavírus chegaria ao Brasil, e o primeiro caso foi em São Paulo. Já começamos a nos preocupar com nossos cuidados. Hoje, é mais real e presente, porque não podemos mais treinar, o clube fechou, e teremos que ficar em casa, mais isolados. Paramos no meio da temporada, sem saber por quanto tempo. Mas o importante é ter saúde e pensar no nosso próximo. Teremos muito tempo para readquirir a forma física", opinou Weverton.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) já tinha paralisado a Libertadores na semana passada, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) interrompeu seus torneios no domingo, e ontem foi a vez de a Federação Paulista de Futebol (FPF) seguir a tendência. Com isso, o Palmeiras liberou seus jogadores dos treinamentos por tempo indeterminado.

"Estamos todos em casa. O clube deu recomendações, com cuidados, e, se pudermos, para praticar um pouco de atividade física, para não perder tanto. Não sabemos quando voltam os campeonatos. Estamos liberados por tempo indeterminado, não sabemos quando as coisas vão se normalizar. É um momento um pouco tenso, mas, com fé, vai passar. Torço para isso acabar, para termos paz", espera o goleiro, que chegou a ser convocado pela seleção brasileira para as primeiras rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo, mas os jogos também foram suspensos.

Palmeiras