PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Aceso e garçom, Vitinho caminha para ser o '12º titular' do Flamengo

Vitinho em campo pelo Flamengo contra o Independiente del Valle - Daniel Tapia/Reuters
Vitinho em campo pelo Flamengo contra o Independiente del Valle Imagem: Daniel Tapia/Reuters

28/02/2020 07h05

Classificação e Jogos

Até a saída de Pablo Marí, a torcida do Flamengo sabia de cor a escalação da equipe titular. Ainda há disputa em aberto para a vaga do espanhol, mas, deixando esta exceção de lado, todos os outros dez jogadores seguem em ótima fase, intocáveis. E, ao que os últimos jogos indicam, Vitinho corre por fora, caminhando para ser o "12º titular" de Jorge Jesus.

Nos dois duelos da Recopa Sul-Americana, Vitinho foi o primeiro acionado do banco para alterar o cenário do jogo. Na ida, em Quito, estreou na temporada ao entrar no segundo tempo e dar mais volume ao ataque, ocupando a vaga de Diego (Gabigol estava suspenso).

Já na volta, no Rio e depois de Thiago Maia já estar em campo por conta da expulsão de Willian Arão, Vitinho voltou a ter uma atuação de destaque e, com assistência, participou diretamente do segundo gol de Gerson - e o terceiro do Fla, na vitória por 3 a 0.

- Fico muito feliz de poder estar ajudando a equipe, estar fazendo bons jogos, estar crescendo. É bom receber esse feedback (positivo) do Mister, dá mais confiança e motivação para seguir trabalhando. O que eu venho fazendo faz parte do treino, estou aprimorando e evoluindo. Tem sido produtivo. Meu objetivo é, sempre que entrar, ir bem para ajudar o Flamengo a vencer.

Vitinho, meia do Flamengo

Aliás, o passe de Vitinho para gol foi o segundo consecutivo. Diante do Boavista, na final da Taça Guanabara, o camisa 11 iniciou entre os titulares em uma equipe alternativa e também deu uma assistência - cobrança impecável de escanteio, em jogada ensaiada que culminou em tento de Diego.

Vitinho, nitidamente, está mais aceso e proativo em suas participações - inclusive na fase ofensiva. Ele tem entrado na linha de meias, para as funções exercidas por Everton Ribeiro e Arrascaeta, flutuando por dentro quando o time tem a posse de bola, o que pode fazer com que entre com mais frequência no time, tendo em vista o desgaste físico de tais ofícios.

Futebol