PUBLICIDADE
Topo

Flamengo conta com a torcida para conquistar título inédito no Maracanã

Torcida do Flamengo fez um mosaico na entrada do time em campo, contra o Grêmio, pela Libertadores em 2019 - Leo Burlá / UOL
Torcida do Flamengo fez um mosaico na entrada do time em campo, contra o Grêmio, pela Libertadores em 2019 Imagem: Leo Burlá / UOL

Da LancePress

26/02/2020 06h10

Classificação e Jogos

O Flamengo pode fechar um fevereiro dos sonhos nesta quarta-feira, já que pode levantar a terceira taça em três possíveis. A oportunidade da vez se dará diante do Independiente Del Valle, a partir das 21h30, no horário de Brasília, no Maracanã, pela finalíssima da Recopa Sul-Americana. Aliás, o estádio tende a ser o principal trunfo naquele que pode ser o primeiro título internacional do clube no Rio de Janeiro.

Como na ida o placar foi 2 a 2, no Equador, qualquer novo empate levará à prorrogação. Caso a igualdade persista, a conquista irá para quem vencer nos pênaltis. A tendência é que o jogo seja aberto, tendo em vista que ambos os times estão em busca de consolidação no cenário sul-americano e têm propostas ofensivas.

Jorge Jesus não poderá escalar Bruno Henrique e Rodrigo Caio, lesionados. Mas, em contrapartida, tem a noção do peso de um Maraca lotado, tido pelo próprio português como uma "simbiose coletiva".

- A torcida do Flamengo é sempre importante. Hoje acredita muito no time. Os jogadores estão orgulhosos dos torcedores que têm. É uma simbiose coletiva entre equipe e torcedores, que faz que, seja qual for o jogo, estejamos sempre ligados - destacou, em entrevista coletiva após a conquista da Taça Guanabara.

Desde que Jorge Jesus chegou ao Flamengo, em junho de 2019, o clube ainda não perdeu no Maracanã: são 22 jogos e 19 vitórias, além de três empates - um aproveitamento de 91%. Este ano, há 100% de aproveitamento, com quatro vitórias em quatro partidas.

Arão espera que torcida "faça a diferença"

Willian Arão sabe da sintonia entre arquibancada e time durante os duelos no Maraca. O volante sublinhou a tal "outra história" que pode "fazer a diferença".

"No Maracanã vai ser outra história. Alguns times não conseguem fazer o mesmo aqui por uma série de motivos. Por a gente impor nossa forma de jogar, pela torcida, que faz a diferença. É uma série de fatores. Espero que possamos fazer mais um grande jogo" — disse, emendando:

"Importância grande poder sair do jogo dentro de casa e ver o torcedor feliz, comemorando. Não é um jogo comum, que, se perder ou empatar, tem outro. Sabemos que tem caráter decisivo, internacional. Sei da importância."

Flamengo