PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Reapresentação com Jesualdo indica permanência do treinador no Santos

Jesualdo Ferreira durante o jogo Ferroviária e Santos - Thiago Calil/AGIF
Jesualdo Ferreira durante o jogo Ferroviária e Santos Imagem: Thiago Calil/AGIF

26/02/2020 07h00

Depois de dois dias de folga, o elenco do Santos se reapresentou neste terça-feira de Carnaval no CT Rei Pelé sob comando de Jesualdo Ferreira. A presença do treinador comandando a primeira atividade antes do clássico contra o Palmeiras, neste sábado, às 16h30, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, no Pacaembu (com mando santista) indica a sua permanência no cargo até o fim de semana.

A pauta sobre a demissão do português começou a ser estudada internamente no sábado, após a derrota santista por 2 a 0 contra o Ituano, em Itu, pela sétima rodada do Paulistão - embora o trabalho de Jesualdo já tivesse sido avaliado negativamente na reunião do Comitê de Gestão realizada no dia 17 de fevereiro. Na ocasião, alguns gestores já viam o mal desempenho do Santos, principalmente após o empate sem gols contra a Ferroviária, em Araraquara, pela sexta rodada do Estadual, como motivo para demissão. Contudo, a cúpula decidiu aguardar o desempenho do técnico até a estreia da Libertadores, na próxima terça-feira, contra o Defensa y Justicia, na Argentina. O problema é que a apatia do Peixe em Itu fez com que a possibilidade de demissão ganhasse força, o que não aconteceu.

O medo de comprometer o planejamento, a cláusula de pagamento integral de 12 meses de salário a Jesualdo e sua Comissão Técnica (informado primeiro pelo "Globoesporte.com") e a confiança de uma parte da diretoria, que inclui o presidente José Carlos Peres, deu uma sobrevida de, pelo menos, uma semana a Jesualdo Ferreira no Santos. No entanto, uma derrota para o Palmeiras, no sábado, pode ser insustentável ao português.

Embora existam os fatores que mantenham Jesualdo no Santos, a pressão por parte da torcida e de uma ala grande interna pode derrubar o técnico antes da estreia na Libertadores, caso haja um revés no clássico de sábado.

Enquanto segue no comando do Peixe, Jesualdo comanda mais três treinos antes do confronto diante o Alviverde. Independentemente dos questionamentos, a equipe santista é a líder do Grupo A do Paulistão, com 11 pontos, e tem a quarta melhor campanha do Campeonato Estadual.

Futebol