PUBLICIDADE
Topo

Roger Machado entende que Rodriguinho tem de ser usado próximo ao ataque

Rodriguinho em apresentação no Bahia - Felipe Oliveira / EC Bahia
Rodriguinho em apresentação no Bahia Imagem: Felipe Oliveira / EC Bahia

21/02/2020 12h53

No aspecto burocrático, o Bahia já pode utilizar o meio-campista Rodriguinho, já que o atleta apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF ontem. Com isso, a tendência é que sua estreia ocorra no dia 7 de março, pelo Nordestão, frente ao Confiança. Isto porque ele não pode atuar pela Copa Sul-Americana no embate de volta frente ao Nacional-PAR na próxima quarta-feira (26), em Assunção, por não ter sido inscrito em tempo hábil.

Em análise feita durante entrevista coletiva dada pelo técnico Roger Machado, o novo reforço do Esquadrão será utilizado na função de meia-atacante, se aproximando de Gilberto no plano ofensivo e tendo liberdade para municiar o sistema ofensivo em faixa do campo mais avançada.

"Rodriguinho é um meia-atacante que joga perto da área. É o estilo de meia que, para mim, é o que o futebol moderno necessita. Hoje, no campo, muitos articulam, você articular com os volantes, articular com os laterais, articular até mesmo com os zagueiros. Quando este jogador não está articulando, ele tem que estar perto da área, como tem feito Élber, por exemplo. Então, eu vejo que o Rodriguinho vem para nos ajudar nessa função para Gilberto ter mais parceria, como tido nos últimos jogos. Diferente de você ter um tripé de meias, com um pouco mais de controle da bola com jogadores mais fortes, você tem no ímpeto do jogador de ataque, um preenchimento maior do setor ofensivo", considerou o treinador.

Quanto a especificação da data para estreia, Roger Machado preferiu não cravar. Indicando, apenas, que o atleta chegou ao clube "magrinho" e "motivado".

Bahia