PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Diante do Caixas, Maicon vai em busca de marcas expressivas pelo Grêmio

21/02/2020 11h46

Dito por muitos como o termômetro do meio-campo gremista, o volante Maicon pode colocar seu nome na história do Grêmio com mais uma marca importante. Desde 2016 em Porto Alegre, o jogador pode chegar a 200 jogos vestindo a camisa azul, preta e branca tendo um retrospecto até o momento de 110 vitórias, 52 empates e 34 derrotas, aproveitamento de 63,99% pelo clube.

Líder dentro do vestiário, o "capita" tem como característica ajudar os jogadores oriundos da base gremista, auxiliando na chegada e crescimento de atletas como Arthur, Jean Pyerre e Matheus Henrique. Esse último, inclusive, é seu parceiro de meio-campo na equipe de Renato Portaluppi.

Suas boas exibições, tranquilidade de jogo e a qualidade nos passes chamaram a atenção de Tite, técnico da Seleção Brasileira, fazendo com que ele integrasse a lista de pré-convocados para a Copa do Mundo da Rússia em 2018. Naquele ano também foi o melhor passador das Américas com um número expressivo de passes corretos na Libertadores.

- É uma alegria imensa fazer parte desse clube e conviver com essa torcida. Foram anos de reconstrução e conquistas de muitos títulos importantes para o Grêmio. Já são cinco anos aqui e minha 6ª temporada jogando por esse grande clube. Sou muito grato pela direção e comissão técnica pela confiança que me passam. Feliz e agradecido por essa torcida que sempre me apoiou e nos deram forças para alcançarmos nossos objetivos - afirma o Capita.

Podendo erguer seu sétimo troféu pelo Grêmio, Maicon já está na história recente do time como capitão mais vitorioso da década e que mais ergueu taças. São seis títulos até aqui: Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana, dois Gauchões e uma Recopa Gaúcha.

Futebol