PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Tiago Nunes fecha o treino e faz mistério no Timão para o Majestoso

14/02/2020 17h05

O técnico Tiago Nunes faz mistério no Corinthians para o clássico de sábado, contra o São Paulo, no Morumbi. No treino desta sexta, o último antes do Majestoso, o comandante não permitiu que a imprensa assistisse ao trabalho tático dos jogadores. Há a possibilidade de que o Timão encare o Tricolor com mudanças em sua formação titular,, em relação à equipe que iniciou a partida da última quarta, contra o Guaraní-PAR.

Para o clássico, a comissão técnica ganhou o reforço de Yony González. O colombiano foi inscrito no Paulistão e está à disposição para jogar no Morumbi. Apesar disso, o atacante avisou que ainda não está em sua melhor forma física e, por isso, há a dúvida se ele inicia o jogo contra o Tricolor ou se fica no banco de reservas e entra no decorrer da partida.

As baixas ficam por conta de Danilo Avelar, em tratamento de uma pubalgia, Léo Santos, em recuperação física após cirurgia para a reconstrução dos ligamentos do joelho direito, e também do volante Ramiro, que trata de um estiramento muscular no joelho direito.

A provável escalação do Corinthians para o Majestoso tem Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley (Lucas Piton); Camacho e Victor Cantillo; Pedrinho, Luan e Yony González (Everaldo ou Vagner Love); Mauro Boselli.

Depois de ser eliminado da Copa Libertadores de forma muito precoce na última quarta-feira, o Corinthians entra em campo pressionado para reverter o momento negativo. Apesar da queda, a diretoria e comissão técnica mantêm um tom de otimismo sobre o futuro da equipe e não haverá mudanças de comando ou de filosofia de trabalho no clube do Parque São Jorge.

O clássico Majestoso, válido pela sexta rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista, será disputado no próximo sábado, às 19h, no Morumbi, com presença apenas de torcedores são-paulinos. O Tricolor divulgou 36 mil ingressos vendidos de forma antecipada para o primeiro duelo entre essas duas equipes na temporada 2020.

Futebol