PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Pena é convertida e Gustavo Henrique poderá jogar a final da Supercopa do Brasil

14/02/2020 15h50

O Flamengo poderá contar com o zagueiro Gustavo Henrique na final da Supercopa do Brasil, que será realizada no próximo domingo, às 11 h, no Mané Garrincha, contra o Athletico Paranaense. O STJD determinou no início da tarde desta sexta que a pena de uma partida será convertida em doações no valor de R$ 25 mil. Nos treinos de preparação para a decisão, o treinador Jorge Jesus já contava com o atleta e treinava a equipe com o zagueiro como titular.

Além disso, em despacho realizado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol, Paulo César Salomão Filho, ficou oficializado que a doação será destinada à ABBR (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação), com a presença do zagueiro e mais um atleta do clube, em data agendada.

Entenda o Caso

Na temporada passada, com a camisa do Santos, o zagueiro Gustavo Henrique foi expulso na partida contra o Avaí, pelo Brasileirão. Após cumprir suspensão automática, o atleta foi julgado e ficou definido que ele teria dos jogos de suspensão por conduta desleal ou hostil. Apesar do recurso do Peixe, o STJD manteve a pena de duas partidas.

Ao se transferir para o Flamengo em 2020, o clube carioca consultou a Diretoria de Competições da CBF e foi informado de que o jogador ainda teria que cumprir mais um jogo de suspensão.

No entanto, considerando que o atleta já cumpriu metade da pena, com previsão no artigo 171, no parágrafo primeiro do Código Brasileiro de Justiça Desportiva )CBJD), o Flamengo solicitou na tarde desta quinta, dia 13, a conversão da pena de uma partida de suspensão em medida de interesse social. O pedido foi deferido e convertido em doação e compra de cadeiras de rodas e próteses.

Futebol