PUBLICIDADE
Topo

Dívida milionária do Vasco com Diego Souza é homologada pela Justiça

Diego Souza agora defende o Grêmio - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Diego Souza agora defende o Grêmio Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

10/02/2020 22h13

A juíza Adriana Freitas de Aguiar, da 65ª Vara do Trabalho do Rio do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1) homologou, na tarde desta segunda-feira (10), o valor da condenação do Vasco para com o jogador Diego Souza, vinculado ao clube entre os anos de 2011 e 2012. O valor da dívida do Cruz-Maltino com o atacante ficou fixado em R$ 1.093.822,46.

Esse valor é referente a um processo de Diego Souza contra o Vasco, de 2014. Ao longo da tramitação, o caso chegou a subir para o Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, chegando ao trânsito em julgado somente no fim do ano passado.

Por conta do novo ato trabalhista que o clube conseguiu em agosto de 2019, a juíza determinou que o pagamento seja via juízo centralizador, com os autos do caso sendo encaminhados para o mesmo.

O "Lance!" teve acesso aos autos do caso. Diego Souza cobrou do Vasco e teve deferimento, entre outros pontos, o 13º salário proporcional de 2012, férias proporcionais com um terço constitucional, descontos indevidos, além de multas.

No período que defendeu a equipe de São Januário, o jogador entrou em campo em 87 oportunidades, sendo 46 vitórias, 23 empates e 18 derrotas, estufando as redes adversárias em 30 ocasiões.

Vasco