PUBLICIDADE
Topo

De volta ao gol, Muriel quer dedicação no Fla-Flu: 'Todo mundo quer jogar'

Muriel prometeu dedicação e força máxima no clássico contra o Flamengo - Lucas Merçon/Fluminense FC
Muriel prometeu dedicação e força máxima no clássico contra o Flamengo Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

28/01/2020 17h26

Classificação e Jogos

Depois de dois meses afastado por uma fratura na mão esquerda sofrida em novembro de 2019, o goleiro Muriel voltou ao Fluminense no último domingo, na vitória por 5 a 1 sobre o Bangu, em Moça Bonita. Como o jogador chegou ao Tricolor no meio do ano, a partida também marcou a sua primeira atuação em um Campeonato Carioca. E ele falou sobre esse retorno ao gol.

"Todo jogo a gente tem a oportunidade de demonstrar. É meu primeiro Estadual aqui no Rio, é difícil jogar lá contra o Bangu, que não tinha perdido ainda. Viemos de um jogo difícil e conseguimos a vitória. A cada jogo crescem os desafios, temos que tratar como decisão. Sei que fica repetitivo, mas acredito muito nisso, tratar do que está a nosso alcance sem pensar no futuro. E nos momentos decisivos estar em um nível mais alto e buscar essa evolução para fazer diferença", afirmou o goleiro, em entrevista coletiva no CT Carlos Castilho, nesta terça-feira, antes de falar sobre como lidou com sua lesão:

"É das situações mais difíceis para o atleta. A gente lida com situações adversas, críticas, momento não tão bom, mas lesão é o que fere mais a gente, impossibilita de jogar. A minha não foi por tanto tempo, mas foi em um momento decisivo para nós. Foi muito triste ficar fora, mas penso que temos que dar nosso máximo sempre com o que temos em mãos. Quando não estava jogando, procurei fazer isso demonstrando que estava junto, fazer parte como uma família. Sempre falei para o Matheus Ferraz, quando cheguei ele já não estava jogando e fazia diferença mesmo assim. Mais importante é estar junto".

Fla-Flu

O clássico desta quarta-feira, às 20h30, contra o Flamengo, também foi assunto nesta coletiva. O goleiro não deu pistas do time que deve entrar em campo no Maracanã, mas uma coisa é certa: o técnico Odair Hellmann vai colocar em campo o que tem de melhor, sem poupar ninguém. Perguntado sobre o time titular, Muriel exaltou o elenco do Flu.

"Se eu soubesse (risos)... Até brinquei com o auxiliar: "Boa sorte para escalar os 11". Todo mundo aqui quer jogar, mas sabemos da importância de ter um grupo forte. 11 jogadores ganham alguns jogos, elenco ganha campeonato. O bem maior é do Flu, todos têm a ganhar".

Outros tópicos:

Já teve a mão do Odair na vitória sobre o Bangu?

Foi um jogo muito positivo. Todos conhecem bem a dificuldade de jogar lá contra o Bangu, é um campo muito difícil de jogar, com calor excessivo, a gente com seis estreias, com menos tempo de trabalho que a equipe adversária, e a gente conseguiu imprimir um bom ritmo de jogo do início ao fim. Mas estamos em andamento, tem bastante coisa ainda para evoluir, mas a gente conseguiu apresentar coisas muito positivas e, sem dúvida, tem a mão do Odair nisso. A gente tem conversado, ele tem nos guiado, mostrado o caminho, o que ele acredita, a filosofia dele, e agregando com o que a gente já tinha aqui, de gostar de jogar, de manter a posse. Acredito que temos muito a evoluir, mas pelo tempo de trabalho, penso que é muito satisfatório as atuações.

Planos de Odair para o Fla-Flu?

Foi muito recente o último jogo, ontem (segunda) foi só treino de recuperação. Agora é que vamos conversar a respeito, ver os que vão estar 100%. Mas se tratando de clássico, todo mundo quer jogar com a mentalidade de dar o máximo.

Colocaria o Miguel de titular no Fla-Flu?

Missão difícil (risos). Acho que não sou qualificado para tomar essa decisão. Reconheço o que ele tem feito, é um jogador de muito futuro, mas acho que tem que levar em conta que é menino ainda em formação.

Fluminense