PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Presença da torcida faz diferença e Botafogo está otimista por Honda

26/01/2020 10h59

A diretoria do Botafogo mantém a esperança de que Keisuke Honda pode ser a grande contratação da equipe para a atual temporada. As tratativas com o estafe do meio-campista avançaram e o comitê de futebol, liderado por Ricardo Rotenberg, VP Comercial e Marketing, na negociação, está otimista com o futuro das conversas.

Kiyosuke Honda, irmão e principal empresário do jogador de 33 anos, já está com a proposta do Botafogo em mãos e estuda os termos ao lado do meio-campista. Depois de três reuniões entre o estafe do atleta e o Botafogo, os valores já estão em nível de contraproposta e, por isto, a resposta final do japonês deve sair nos próximos dias.

Com problemas no fluxo de caixa, a proposta do Botafogo, baseada em termos de produtividade e ações de marketing, não era nem a melhor financeiramente, se comparada a sondagens que Keisuke Honda recebeu do futebol asiático. O meia, contudo, ficou impressionado com a presença dos torcedores alvinegros, que "invadiram" os comentários das publicações de sua conta no Instagram.

O fato de poder atuar regularmente e em um centro reconhecido do futebol mundial - algo que não seria garantido nos times asiáticos que demonstraram interesse - pode ser outro atrativo para Honda, que carrega o sonho de atuar nas Olimpíadas de 2020, em Tóquio, pela seleção.

O clima no Botafogo é de otimismo. A possível chegada do meio-campista de 33 anos encaixaria na realidade financeira do clube e ainda traria mais visibilidade à marca do clube no mercado asiático, algo considerado positivo pelo comitê de futebol.

Keisuke Honda está sem clube desde o final de dezembro, quando deixou o Vitesse-HOL, onde atuou por apenas quatro jogos. O meio-campista de 33 anos possui passagens por CSKA Moscou-RUS e Milan-ITA e é o quarto maior artilheiro da história da seleção japonesa.

Futebol