PUBLICIDADE
Topo

Futebol


América-RN e Botafogo-PB, em Natal, empataram em 0 a 0

25/01/2020 20h01

Depois de um começo sem tantas emoções, América-RN e Botafogo-PB melhoraram na parte final, mas acabaram não conseguindo furar o bloqueio de marcar e ficou no empate em 0 a 0 pela estreia de ambos na Copa do Nordeste.

DIVIDIDO ATÉ NOS DETALHES

A questão da posse de bola e a postura de sair na velocidade para pegar as duas defesas desprevenidas era a preferência de jogo tanto dos potiguares como dos paraibanos. Contudo, se os estilos de jogo espelhados poderia denotar um jogo rápido, o que acabou acontecendo foi um duelo mais travado, com erros de decisões no plano ofensivo e poucas chances de real perigo.

Os únicos momentos em que os goleiros Ewerton e Samuel realmente apareceram na partida foi quando Cassinho bateu falta que parecia ser alçada na área de maneira direta pro gol e forçou o arqueiro da casa a pular bem na bola além de, na puxada de contra-ataque, Tiago Orobó escapar do marcador e bater cruzado para Samuel defender.

ACENDERAM OS ATAQUES!

Aos 13 e aos 14 minutos do segundo tempo, o ataque das equipes que pareciam com pouca inspiração conseguiram, efetivamente, finalizações com nível de perigo que deram esperança de melhora no ritmo da partida. Na primeira delas, Rodrigo Andrade acionou Lohan que driblou a marcação fazendo o giro em cima do marcador e bateu de perna esquerda para Samuel pular se esticando todo na defesa.

Na sequência, Wilson partiu em velocidade no lado direito do ataque e, ao tocar pro meio da área, achou Tiago Orobó batendo de primeira e Ewerton sendo obrigado a espalmar.

FINAL AGITADO

Na tentativa de aproveitar o fator casa e o melhor momento ofensivo, o América tentou avançar, mas acabou dando vários espaços para que o Belo realmente conseguisse usar a sua velocidade de transição. Com isso, Erivélton e Dico tiveram finalizações com absoluta clareza para Ewerton defender e a bola passar muito perto da meta potiguar.

Leilson e Adilio foram os protagonistas dos momentos mais agudos por parte do Mecão, contudo a bola passou com muito perigo e, em duas finalizações seguidas, Samuel salvou a pele do time paraibano.

Futebol