PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Luxa elogia Gabriel Menino e indica fator físico como dificuldade nos EUA

18/01/2020 19h49

Vanderlei Luxemburgo ganhou pela primeira vez nesta passagem pelo Palmeiras, mas acredita que, com a melhora física do time, suas ideias funcionarão com mais tranquilidade. O técnico analisa que a virada por 2 a 1 sobre o New York City, da Florida Cup, teve o time dos Estados Unidos com mais facilidade do que os rivais terão na saída de bola.

- Jogar contra um time mais forte é melhor. Mas joguei contra um time mais forte após dois treinos fortes. No "perde e pressiona", eles não sairiam jogando, mas estão treinados e saíram bastantes vezes. Só que meus jogadores tentaram. Eles colocaram um time mais forte e foi bom, porque já tínhamos jogado contra um time muito bom do Atlético Nacional. Para a preparação, foi muito legal - avaliou.

O treinador tem como um dos trunfos implantar na equipe, principalmente no setor ofensivo, o espírito de reagir imediatamente à perda de bola tentando o desarme, o que chama de "perde e pressiona". Neste sábado, encarou um New York City com mais titulares do que o que perdeu por 2 a 1 para o Corinthans, na quarta-feira, pela Florida Cup.

O Palmeiras também teve mudanças entre quem começou a partida. O lateral-esquerdo Diogo Barbosa e o volante Patrick de Paula foram titulares no 0 a 0 diante do colombiano Atlético Nacional, no meio de semana, e foram trocados por Victor Luis e Gabriel Menino, respectivamente.

- O Diogo é mais ofensivo, mas mais vulnerável na marcação. O Victor Luis marca mais. Para decidir, também, a escalação do meio para frente, depende muito da linha de quatro, se vou colocá-la mais forte defensivamente ou expor mais. A experiência na lateral foi boa - avaliou Luxemburgo, dizendo que optou pela troca no meio-campo baseando-se no desempenho contra os colombianos, e os dois concorrentes são recém-promovidos da base.

- Botei o Gabriel porque, no segundo tempo, foi o jogador que mais se destacou. O Patrick ficou um pouco mais inibido, e o Gabriel, mais solto. Pena que o Bruno saiu. Coloquei o Ramires para dar mais ritmo e tempo de jogo para ele, porque é um jogador importante. Eu não conhecia o Gabriel de perto. Tem potencial para evoluir. Jogador de dinâmica, vai bem à frente, finaliza bem. É interessante - elogiou.

O Palmeiras tem agora o seu primeiro compromisso oficial na temporada. Na quarta-feira, fora de casa, a equipe encara o Ituano, na estreia no Campeonato Paulista de 2020.

Futebol